Mundo

Pelo menos 22 crianças sudanesas morrem em naufrágio no Nilo

Pelo menos 22 crianças sudanesas que se dirigiam para a escola morreram hoje quando naufragou a embarcação em que seguiam, no rio Nilo, informaram esta quarta-feira as autoridades locais. A tragédia ocorreu a cerca de 750 quilómetros da capital sudanesa, Cartum.

Mais de 40 crianças de região de Kneissa encontravam-se na embarcação no momento do naufrágio, que causou ainda a morte de uma mulher adulta, a 23.ª vítima confirmada, segundo a agência noticiosa sudanesa Suna.

Os corpos das vítimas não foram ainda encontrados, adianta a agência Suna, sem precisar o estado das restantes crianças a bordo.

"Esta manhã, 22 estudantes e uma mulher morreram quando a embarcação em que seguiam naufragou no Nilo", referiu a agência.

Os habitantes das localidades da região utilizam com regularidade embarcações para atravessar o Nilo de uma margem para a outra.

"O acidente foi provocado pela paragem do motor da embarcação a meio caminho devido à forte corrente", adiantou a Suna.Falando por telefone, uma testemunha revelou à agência France-Presse que o barco atravessava o Nilo de norte para sul, ou seja, "contra a corrente".

O nível das águas do Nilo azul é elevado, como é habitual nesta altura do ano devido à época das chuvas na Etiópia.

O Nilo azul, que tem a sua fonte nas montanhas da Etiópia, junta-se ao Nilo branco em Cartum para formar o Nilo, que atravessa o Sudão e o Egipto antes de desaguar no Mediterrâneo.

Lusa

  • CP investiga avaria em alfa-pendular
    1:07

    País

    A CP abriu um inquérito para investigar uma avaria num alfa pendular, que esteve em risco de descarrilar, precisamente há uma semana. O comboio fazia a ligação entre Lisboa e Braga.

  • Ida para a SIC "foi uma decisão muito solitária"
    0:15
  • Uma gala, um anel e um pedido de casamento. O filme da noite da 70.ª edição dos Emmy
    1:13
  • A publicação dos U2 que irritou os fãs portugueses

    Cultura

    Num Altice Arena lotado, os U2 deram este domingo o primeiro de dois concertos em Lisboa. O balanço do espetáculo foi muito positivo mas o problema veio depois. Tudo por causa de uma publicação que a banda irlandesa fez no Twitter, a propósito de algumas das principais figuras portuguesas.

  • Serena Williams recusa pedir desculpa a árbitro português
    1:13

    Desporto

    Serena Williams abordou a polémica em torno da arbitragem na final do Open dos Estados Unidos da América, numa entrevista a um órgão de comunicação australiano. A tenista norte-americana afirmou que continua sem perceber a forma como foi tratada e defende que tem a razão do lado dela.

  • Juiz condenado a um ano e meio de prisão por violência doméstica
    1:34

    País

    O Tribunal da Relação de Guimarães condenou, esta segunda-feira, um juiz a um ano e meio de prisão com pena suspensa por violência doméstica. Vítor Vale terá ainda de pagar uma indemnização de 7500 euros à ex-companheira pelos danos causados pelas mensagens ofensivas e ameaçadoras.