Mundo

"A pirralha fantástica e brilhante" que está a agitar a Austrália

9news

Uma menina de nove anos está a dar que falar, na Austrália, depois de se recusar a manter-se de pé durante o hino nacional, na escola, num protesto contra o alegado racismo institucional. A manifestação gerou polémica, com políticos a criticar a ação, mas também recebeu o apoio de jornalistas australianos e de internautas.

Harper Nielsen defende que a canção não respeita os indígenas. "A frase 'nós somos novos e livres' ignora os indígenas australianos, que estavam cá antes de nós", disse a menina, numa entrevista citada pela BBC.

Harper ficou de castigo, na passada semana, por "desrespeitar descaradamente" o hino nacional, que tocou na sua escola, em Brisbane. A menina de nove anos, de quem os pais se sentiram "orgulhosos" por mostrar uma "incrível bravura", defendeu que estava na hora de "consciencializar" as pessoas e "levá-las a pensar".

Contudo, o seu protesto não agradou a todos. A senadora Pauline Hanson chamou a menina de "malcriada" e considerou o caso "vergonhoso". "Aqui temos uma criança a quem foi feita uma lavagem cerebral e deixem-me que vos diga, eu dava-lhe um pontapé no rabo", declarou a senadora australiana, num vídeo publicado nas redes sociais. "Estamos a falar de uma criança que não faz ideia."

Também o ministro da Educação da oposição, Jarrod Bleijie, criticou não só o "protesto idiota" da menina, como também os pais, "que a usam como um peão político".

Mas não foram só críticas. Vários jornalistas australianos e internautas aplaudiram o protesto. Surgiu a hashtag #HarperNielson, associada a frases como "A pirralha australiana mais fantástica e brilhante" ou "a heroína que a Austrália não percebe que precisa".

  • Diretor do Museu Serralves demite-se

    Cultura

    O diretor artístico do Museu de Arte Contemporânea de Serralves, João Ribas, apresentou esta sexta-feira o pedido de demissão à administração da Fundação Serralves.

  • Filho de José Eduardo dos Santos vai a tribunal pelo "caso dos 500 milhões"
    1:44

    Mundo

    O filho do ex-Presidente angolano José Filomeno dos Santos e o ex-governador do Banco Nacional de Angola Valter Filipe enfrentam a acusação do Ministério Público, no chamado "caso dos 500 milhões", que os acusa de alegada associação criminosa, fraude e branqueamento de capitais. Em Luanda, a Procuradoria-Geral da República confirmou o envio do processo para tribunal.

  • Personalidades do futebol dizem que Ronaldo foi vítima de excesso de zelo
    2:03

    Desporto

    A UEFA vai anunciar o castigo de Cristiano Ronaldo na próxima quinta-feira, depois do cartão vermelho que o internacional português recebeu no jogo da Liga dos Campeões. O castigo pode ir de um a três jogos de suspensão. Várias personalidades do mundo do futebol acreditam que o jogador foi vítima do excesso de zelo do árbitro.

  • PGR de Angola confirma detenção de antigo ministro

    Mundo

    A Procuradoria-Geral da República (PGR) de Angola confirmou esta sexta-feira a detenção do antigo ministro dos Transportes angolano, Augusto Tomás, indiciado pela prática dos crimes de peculato, corrupção, branqueamento de capitais, entre outros puníveis pelo Código Penal.