Mundo

Casa Branca diz que acordo de Manafort não tem relação com Trump

Rick Wilking

A porta-voz da Casa Branca afirmou esta sexta-feira que a decisão do ex-diretor de campanha Paul Manafort de se declarar culpado e colaborar com o procurador especial Robert Mueller "não tem nada a ver" com o Presidente.

"Não tem absolutamente nada a ver com o presidente ou a sua campanha presidencial vitoriosa de 2016", afirmou Sarah Sander em comunicado."Não tem rigorosamente nenhuma ligação", disse.

Manafort aceitou declarar-se culpado de duas acusações e colaborar com Mueller, que dirige a investigação à alegada ingerência russa nas eleições presidenciais de 2016, para evitar um segundo julgamento relacionado com o trabalho de consultoria para um governo e um partido pró-russo da Ucrânia.

Lusa

  • Hospitais privados vão recusar cirurgias e exames a doentes da ADSE

    País

    Os beneficiários da ADSE, o subsistema de saúde dos funcionários do Estado, vão deixar de ter acesso facilitado aos hospitais privados, a partir de 1 de outubro. De acordo com o semanário Expresso deste sábado, cirurgias,v exames de gastrenterologia e fisioterapia passam a ser realizados apenas a pronto pagamento.

  • Diretor do Museu Serralves demite-se

    Cultura

    O diretor artístico do Museu de Arte Contemporânea de Serralves, João Ribas, apresentou esta sexta-feira o pedido de demissão à administração da Fundação Serralves.

  • Filho de José Eduardo dos Santos vai a tribunal pelo "caso dos 500 milhões"
    1:44

    Mundo

    O filho do ex-Presidente angolano José Filomeno dos Santos e o ex-governador do Banco Nacional de Angola Valter Filipe enfrentam a acusação do Ministério Público, no chamado "caso dos 500 milhões", que os acusa de alegada associação criminosa, fraude e branqueamento de capitais. Em Luanda, a Procuradoria-Geral da República confirmou o envio do processo para tribunal.

  • PGR de Angola confirma detenção de antigo ministro

    Mundo

    A Procuradoria-Geral da República (PGR) de Angola confirmou esta sexta-feira a detenção do antigo ministro dos Transportes angolano, Augusto Tomás, indiciado pela prática dos crimes de peculato, corrupção, branqueamento de capitais, entre outros puníveis pelo Código Penal.

  • Personalidades do futebol dizem que Ronaldo foi vítima de excesso de zelo
    2:03

    Desporto

    A UEFA vai anunciar o castigo de Cristiano Ronaldo na próxima quinta-feira, depois do cartão vermelho que o internacional português recebeu no jogo da Liga dos Campeões. O castigo pode ir de um a três jogos de suspensão. Várias personalidades do mundo do futebol acreditam que o jogador foi vítima do excesso de zelo do árbitro.