Mundo

Macau admite içar o segundo sinal mais elevado de alerta com aproximação de tufão

Passagem do tufão Mangkhut pelas Filipinas

ROLEX DELA PENA / EPA

As autoridades de Macau admitiram hoje uma "probabilidade alta" de içar o sinal 9 de tempestade tropical, o segundo mais elevado, quando o tufão Manghkut atingir o ponto mais próximo do território, este domingo.

Em comunicado, os Serviços Meteorológicos e Geofísicos (SMG), referem uma "probabilidade muito alta" de içarem o sinal 8 entre a noite de hoje e a madrugada de domingo, dia em que são esperados "ventos muito fortes e inundações graves" e o alerta pode ser elevado para 9.

O aviso de "storm surge" [maré de tempestade] de nível vermelho pode também ser emitido hoje à tarde, admitem as autoridades, que apontam para uma subida do nível das águas entre um e 2,5 metros.

Pelas 11:00 (04:00 em Lisboa), a tempestade tropical encontrava-se a cerca de 790 quilómetros a sudeste de Macau, encaminhando-se para a costa oeste da província de Guangdong, no sul da China.

O sinal 1, em vigor desde as 11:00 (04:00 em Lisboa), vai ser substituído pelo sinal 3 às 18:00 (11:00 em Lisboa), indicaram os SMG.

O super tufão, o mais forte da temporada, atingiu a costa filipina pelas 01:40 (14:40 em Lisboa), com ventos de até 240 quilómetros por hora.

Apesar de ter enfraquecido ao entrar em terra, as autoridades acreditam que a tempestade ainda representa uma "grande ameaça" a Macau e às regiões da foz do Rio das Pérolas.

O Observatório de Hong Kong já admitiu içar o sinal 10, o mais elevado na escala de alerta. As províncias chinesas de Guangdong, Guangxi e Hainan já suspenderam transportes e estão a retirar parte da população.

Na sexta-feira, o Governo de Macau garantiu o abastecimento de bens e essenciais para a população, tais como água, combustível e produtos alimentares, bem como a "estabilidade dos preços das mercadorias".

O tufão Hato, o pior nos últimos 53 anos, atingiu Macau a 23 de agosto passado e causou dez mortos, mais de 240 feridos e prejuízos avaliados em 1,3 mil milhões de euros.

Lusa

  • Português revela nervosismo em Macau com a chegada de super tufão
    1:46

    Mundo

    Macau está a preparar-se para a chegada do super tufão Mangkhut. A situação para já ainda está tranquila. A SIC falou com Luís Monteiro, um português residente em Macau, que relembra os momentos difíceis vividos há um ano por causa do tufão Hato. O rasto de destruição que a tempestade deixou está ainda bem presente na memória de todos, e por isso há alguma ansiedade e nervosismo pela chegada do tufão Mangkhut.

  • Esta casa foi construída por uma impressora 3D
    16:27
  • Dia extra na cimeira para se alcançar acordo sobre o clima
    1:21
  • O sonho americano
    12:13