Mundo

Alerta máximo em Hong Kong e Macau

Jason Lee

Foi emitido o aviso preto, o nível máximo, substituindo o vermelho. por causa dos ventos de 170 km/h, chuvas fortes e inundações nas zonas baixas de Macau provocadas pelo tufão Mangkhut, considerado o maior do ano.

Às 14:00 (07:00 em Lisboa), as autoridades emitiram o aviso preto, o nível máximo, substituindo o vermelho, em vigor desde às 21:00 locais de sábado. O Centro de Operações da Proteção Civil (COPC) indicou que o trânsito em algumas vias das zonas baixas da cidade foi cortado.

Em comunicado, o COPC explicou que as fortes inundações, que podem agora ultrapassar os 2,5 metros, podem comprometer o fornecimento de eletricidade nessas zonas, onde mais de cinco mil pessoas foram retiradas das habitações e mais de mil foram acolhidas nos 16 centros de abrigo do território.

O sinal 10 de tempestade tropical, o máximo na escala de alerta, composta pelos sinais 1, 3, 8, 9 e 10, está içado em Macau desde as 11:00 (04:00 em Lisboa).

Pelas 14:00, o tufão severo Manghkut encontrava-se a 80 quilómetros do território e encaminhava-se para a foz do rio das Pérolas, representando uma "grande ameaça" para Macau, segundo as últimas informações dos SMG.

O Mangkhut regista ventos constantes de 98 quilómetros por hora e rajadas que podem atingir os 157 quilómetros por hora, indicaram.

Depois de ter sido hasteado o sinal 9, às 09:00 (02:00 em Lisboa), o tabuleiro inferior da Ponte Sai Van, a última ligação possível entre a península de Macau e a Taipa, foi encerrado ao trânsito.

As pontes Nobre de Carvalho, Amizade, Flor de Lótus e Sai Van foram encerradas ao trânsito, quando foi hasteado o sinal 8, içado às 02:00 (19:00 de sábado em Lisboa).

O COPC indicou que sete pessoas tentarem atravessar a pé a ponte Nobre de Carvalho, tendo sido detidas pelo menos cinco. A proteção civil pediu à população que não cometa "atos irresponsáveis que possam sobrecarregar os trabalhos" de auxílio à população.

O COPC também deu conta de 62 incidentes provocados pela tempestade, entre quedas de árvores, janelas e andaimes.

A tempestade tropical, classificada já como a maior do ano, causou 25 mortos nas Filipinas e um em Taiwan, de acordo com o último balanço das autoridades.

Lusa

  • Avião presidencial de Donald Trump investigado por peritos em explosivos
    0:54

    Mundo

    O Air Force One foi alvo de uma investigação por uma equipa especializada em explosivos devido a uma suposta ameaça. A operação foi montada, depois de uma mulher ter conduzido um carro até à base militar de Maryland, onde se localiza o avião presidencial de Donald Trump e ter alegado que no interior do carro estavam explosivos.

  • Saiba como escolher o melhor Plano Poupança Reforma
    8:32
  • Este pode ser um natal de sonho para os fãs de Harry Potter

    Mundo

    Os estúdios da Warner Brothers, em Londres, vão abrir as portas na época natalícia. Entre os dias 10 e 12 de dezembro o grande salão de Hogwarts servirá de cenário para um jantar que promete transportar os fãs de Harry Potter até ao imaginário de J.K. Rowling. Os bilhetes estão disponíveis a partir da próxima semana.

  • A imagem que está a emocionar a Índia

    Mundo

    A fotografia de um menino a despedir-se do pai, que morreu durante um acidente de trabalho, está a emocionar a Índia. Tanto que, num só dia, os internautas conseguiram angariar mais de três milhões de rupias (cerca de 36 mil euros) para ajudar a família.

    SIC

  • "Eu chupo e você?", a campanha contra as palhinhas que já dão multas no Brasil
    2:36

    Mundo

    A partir de hoje, o Rio de Janeiro vai multar até 340 euros todos os comerciantes que ofereçam palhinhas de plástico aos clientes. Em caso de reincidência, as multas podem ultrapassar os 1200 euros. Isto meses depois de ter sido lançada no país a campanha #paredechupar para eliminar os “canudos de plástico” que podem demorar mais de 400 anos a degradar-se. Só na União Europeia, são usadas 36,4 mil milhões de palhinhas todos os anos. Em todo o mundo, os números devem chegar aos mil milhões por dia.