Mundo

Alerta máximo em Hong Kong e Macau

Jason Lee

Foi emitido o aviso preto, o nível máximo, substituindo o vermelho. por causa dos ventos de 170 km/h, chuvas fortes e inundações nas zonas baixas de Macau provocadas pelo tufão Mangkhut, considerado o maior do ano.

Às 14:00 (07:00 em Lisboa), as autoridades emitiram o aviso preto, o nível máximo, substituindo o vermelho, em vigor desde às 21:00 locais de sábado. O Centro de Operações da Proteção Civil (COPC) indicou que o trânsito em algumas vias das zonas baixas da cidade foi cortado.

Em comunicado, o COPC explicou que as fortes inundações, que podem agora ultrapassar os 2,5 metros, podem comprometer o fornecimento de eletricidade nessas zonas, onde mais de cinco mil pessoas foram retiradas das habitações e mais de mil foram acolhidas nos 16 centros de abrigo do território.

O sinal 10 de tempestade tropical, o máximo na escala de alerta, composta pelos sinais 1, 3, 8, 9 e 10, está içado em Macau desde as 11:00 (04:00 em Lisboa).

Pelas 14:00, o tufão severo Manghkut encontrava-se a 80 quilómetros do território e encaminhava-se para a foz do rio das Pérolas, representando uma "grande ameaça" para Macau, segundo as últimas informações dos SMG.

O Mangkhut regista ventos constantes de 98 quilómetros por hora e rajadas que podem atingir os 157 quilómetros por hora, indicaram.

Depois de ter sido hasteado o sinal 9, às 09:00 (02:00 em Lisboa), o tabuleiro inferior da Ponte Sai Van, a última ligação possível entre a península de Macau e a Taipa, foi encerrado ao trânsito.

As pontes Nobre de Carvalho, Amizade, Flor de Lótus e Sai Van foram encerradas ao trânsito, quando foi hasteado o sinal 8, içado às 02:00 (19:00 de sábado em Lisboa).

O COPC indicou que sete pessoas tentarem atravessar a pé a ponte Nobre de Carvalho, tendo sido detidas pelo menos cinco. A proteção civil pediu à população que não cometa "atos irresponsáveis que possam sobrecarregar os trabalhos" de auxílio à população.

O COPC também deu conta de 62 incidentes provocados pela tempestade, entre quedas de árvores, janelas e andaimes.

A tempestade tropical, classificada já como a maior do ano, causou 25 mortos nas Filipinas e um em Taiwan, de acordo com o último balanço das autoridades.

Lusa

  • Esta casa foi construída por uma impressora 3D
    16:27
  • Dia extra na cimeira para se alcançar acordo sobre o clima
    1:21
  • O sonho americano
    12:13