Mundo

Pelo menos 13 mortos à passagem da tempestade Florence nos EUA

Jonathan Drake

Pelo menos 13 pessoas morreram na costa atlântica norte-americana com a passagem da tempestade Florence, que diminuiu hoje de intensidade para uma depressão tropical, segundo a imprensa dos Estados Unidos.

Dos 13 mortos que compõem o balanço ainda provisório, dez pessoas morreram na Carolina do Norte e três outras na Carolina do Sul. O anterior balanço dava conta de oito mortos.

Os ventos fortes e a chuva intensa causaram danos significativos, com várias ruas a permanecerem cortadas por árvores caídas ou postes elétricos arrancados.

O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos baixou hoje de manhã a tempestade Florence para uma depressão tropical, sublinhando, contudo, que “inundações súbitas e grandes cheias continuarão a afetar uma parte muito significativa das duas Carolinas”.

Hoje de manhã, pelas 05:00 locais (cerca das 10:00 em Lisboa), os ventos enfraqueceram para velocidades de 56 quilómetros por hora.

As autoridades encontram-se ainda a tentar ajudar habitantes que estão presos pelas inundações.

O furacão Florence, que inicialmente atingiu a costa sudeste dos Estados Unidos, foi perdendo intensidade, transformando-se em tempestade tropical e, hoje, em depressão tropical.

  • Florence abrandou mas ainda há ameaça de inundações nos EUA
    3:02

    Mundo

    Nos Estados Unidos, a tempestade tropical Florence fez até ao momento cinco mortos, mas as autoridades acreditam que os números vão subir à medida que a tempestade avança pela costa leste. Os ventos perderam força, no entanto, o problema maior é agora a chuva torrencial e a subida do nível das águas.

  • Fenómenos meteorológicos extremos em simultâneo em várias zonas do globo são raros
    0:44

    Mundo

    Ao todo são nove furacões, tufões ou tempestades tropicais em ação que, nalguns casos, estão já a causar destruição por onde passam. Além do Florence, na costa leste dos Estados Unidos, do Helene, nos Açores, e do Mangkut, nas Filipinas, há outros fenómenos extremos em actividade entre hoje e amanhã como o Isaac, na zona das Caraíbas, e o Paul e a Olivia, no Pacífico ocidental.

  • O sonho americano
    12:13
  • Mantém-se impasse no Brexit
    2:14