Mundo

Astronautas envolvidos no incidente do Soyuz voltam ao espaço na Primavera

O cosmonauta russo Alexey Ovchinin e o astronauta norte-americano Nick Hague antes da partida falhada do Soyuz a 11 de outubro de 2018.

Kirill KUDRYAVTSEV / POOL

O astronauta norte-americano Nick Hague e o cosmonauta russo Alexey Ovchinin vão voltar ao espaço na Primavera de 2019, anunciou hoje o diretor da Roscosmos. O susto de ontem na descolagem do foguetão não os terá desencorajado.

"Prevemos que o voo deles tenha lugar na Primavera do próximo ano", revelou Dmitri Rogozine no Twitter ao publicar uma foto sua com Alexei Ovtchinine e Nick Hague.

O foguetão Soyuz, que deveria ter levado ontem para a Estação Espacial Internacional o astronauta norte-americano e o cosmonauta russo, sofreu uma falha após a descolagem o que obrigou a uma aterragem de emergência.

O astronauta da NASA Nick Hague e o cosmonauta da Roscosmos Alexei Ovchinin foram ejetados do foguetão numa cápsula que aterrou cerca de meia-hora depois do lançamento a vários quilómetros da base.

Os atronautas deveriam chegar à Estação Espacial seis horas após a descolagem, para iniciar uma missão de seis meses na estação orbital.

Era a primeira missão para o norte-americano, que trabalha na NASA desde 2013. O russo já tinha completado uma missão de seis meses na EEI em 2016.

A agência espacial russa anunciou entretanto que iria suspender por tempo indeterminado todos os voos tripulados do foguetão Soyuz até ao apuramento do que aconteceu.