Mundo

Papa diz que falta de água potável é "uma vergonha para a humanidade do século XXI"

O papa Francisco afirmou hoje que a falta de água potável em várias partes do mundo é "uma vergonha para a humanidade do século XXI" e implorou aos dirigentes que façam melhor gestão deste bem imprescindível.

"Em muitos países onde a população não tem acesso regular a água potável não falta o fornecimento de armas e munições o que continua a deteriorar ainda mais a situação", disse o papa numa mensagem enviada à Conferência Internacional sobre Gestão de Água que se realiza hoje na Universidade Pontifícia Urbaniana, em Roma.

Francisco acrescentou que "a corrupção e os interesses de uma economia que exclui e mata muitas vezes prevalecem sobre os esforços em garantir o acesso à água".

O papa disse que as estatísticas sobre a sede no mundo requerem "vontade e determinação, e todos os esforços institucionais, organizacionais, educacionais, tecnológicos e financeiros".

O pontífice pediu "um modo de vida responsável e solidária para a verdadeira ecologia" e salientou que a água potável "é um direito" e não deve ser tratado como qualquer produto.

Lusa

  • "Foi feito um estudo para que fossem criadas condições de segurança para a pedreira estar em laboração"
    4:04
  • Greve dos funcionários judiciais mantém-se até 31 de dezembro
    1:48

    País

    Os funcionários judiciais vão continuar em greve para exigir o estatuto profissional e a contratação de cerca de mil funcionários que faltam em todo o país. Na próxima quinta-feira, reúnem-se com o Ministério da justiça e esperam chegar a acordo nas negociações. Caso contrário, mantêm as greves agendadas para este ano e para o próximo.

  • SIC foi à procura de explicações um mês após a fuga de três arguidos do tribunal do Porto
    13:21
  • Seleção nacional defronta hoje a Polónia para a Liga das Nações
    1:44