Mundo

Mais de 20 rebeldes mortos pelas forças do regime na Síria

Uncredited

As forças do regime sírio mataram hoje 22 rebeldes perto da província de Idleb, numa área que está a ser desmilitarizada sob um acordo russo-turco, segundo o Observatório Sírio de Direitos do Homem (OSDH).

Este foi o ataque mais violento nesta região do noroeste do país, em guerra desde o anúncio, em 17 de setembro, de um acordo entre a Rússia e a Turquia que prevê uma "zona desmilitarizada" cobrindo áreas da província de Idleb e de outras regiões vizinhas, de acordo com a organização.

Os combates começaram quando as forças do governo tomaram uma posição controlada pela fação rebelde Jaïch al-Izza numa área rural no norte da província de Hama, precisou a mesma fonte.

A província de Idleb é o grande bastião insurgente e jihadista do país e, como tal, na mira do regime de Bashar al-Assad, determinado a recuperar todo o território.

O acordo alcançado entre Moscovo, aliado do regime de Bashar al-Assad, e Ancara, apoio dos rebeldes, permitiu repelir uma ofensiva do exército sírio em Idleb.

A "zona desmilitarizada" deve servir como área intermediária entre os territórios insurgentes de Idleb e aqueles mantidos pelo regime em torno dela.

O acordo deveria entrar em vigor em meados de outubro, mas no terreno algumas disposições não foram respeitadas e os confrontos opõem regularmente as forças do regime contra rebeldes e jihadistas.

Desde o seu início, em 2011, o conflito já fez mais de 360.000 mortos na Síria e levou milhões de civis ao exílio.

Com Lusa

  • Contas Poupança ajuda-o a preparar-se para os descontos da Black Friday
    8:07
  • Juiz Ivo Rosa passa a ter segurança pessoal
    1:04

    Operação Marquês

    Desde terça-feira que Ivo Rosa tem segurança garantida pela PSP. Dois elementos do Corpo de Segurança Pessoal da polícia acompanham o juiz do Processo Marquês para todo o lado. O pedido foi feito por Ivo Rosa junto do Conselho Superior de Magistratura que remeteu o assunto para o SIS - Serviço de Informações de Segurança.