Mundo

Macron faz apelo aos políticos e forças sindicais

Os "coletes amarelos" continuam hoje as suas ações de protesto na Praça da Concórdia em Paris, França

Gonzalo Fuentes

O Presidente de França fez esta quarta-feira um apelo aos partidos e forças sindicais para que ajudem a manter a calma junto dos "coletes amarelos". Emmanuel Macron quer assim evitar situações tensas como as do passado fim de semana.

Philippe Wojazer

O Presidente francês diz que os confrontos são como um ataque à República e não uma forma de resolver os problemas.

Apesar do Governo francês ter dado um passo atrás ao travar a subida do preço dos combustíveis, os "coletes amarelos" dizem que ainda não é suficiente.

No próximo fim de semana são esperados novos protestos em Paris.

Um lusodescendente que evitou mais agressões sobre um polícia francês, no âmbito dos protestos dos "coletes amarelos", afirmou esta quarta-feira que está do lado dos manifestantes, mas recusa violência gratuita.

Miguel Henriques Paixão tornou-se numa estrela das redes sociais depois de ter sido filmado a impedir manifestantes de agredirem um polícia caído no chão, durante as manifestações de sábado.

  • “Fui vendido várias vezes, de contrabandista para contrabandista”
    9:06