Mundo

Presidente palestiniano ameaça dissolver parlamento controlado pelo Hamas

Sergei Ilnitsky

Mahmud Abbas acusa o Hamas de bloquear os esforços do Egito para voltar a unir as fações palestinianas.

O Presidente da Autoridade Nacional Palestiniana, Mahmud Abbas, ameaçou hoje dissolver o parlamento controlado pelo movimento Hamas, que reagiu avisando que isso poderá levar ao caos.

"Recorremos ao Tribunal Constitucional, que decidiu dissolver o Conselho Legislativo Palestiniano e decretou que haverá eleições legislativas dentro de seis meses. Temos que executar esta decisão imediatamente, disse Abbas numa reunião da Organização de Libertação da Palestina.
Um deputado do Hamas, Yehiha Moussa, afirmou que o fim do parlamento "destrói o sistema político e abre a porta ao caos na Palestina", reforçando que se trata de "uma receita para o caos".

Mahmud Abbas acusa o Hamas de bloquear os esforços do Egito para voltar a unir as fações palestinianas (Fatah e Hamas), o que o movimento rejeita totalmente, e defende que dissolver o parlamento visa forçar o Hamas a aceitar propostas para conseguir a reconciliação.

O Hamas deverá ignorar a decisão do Tribunal Constitucional, argumentando que o parlamento é dissolvido automaticamente mas só depois de eleições legislativas.

A ameaça do Presidente palestiniano é a mais recente de uma série de conflitos e rivalidades que opõem o seu partido ao Hamas desde 2007, quando o movimento tomou conta de Gaza.

O Conselho Legislativo Palestiniano, com maioria do Hamas, só tem poder em Gaza, pelo que dissolvê-lo seria essencialmente simbólico e não alteraria nada no equilíbrio do poder.

Lusa

  • Desaparecimento de brasileira assinalado esta segunda-feira no Porto
    2:11
  • 85 mortos e 70 desaparecidos na explosão de oleoduto no México
    2:00