Mundo

Fortaleza regressa à rotina após onda de violência

Paulo Whitaker

Grupos organizados lançaram o caos no Ceará em respostas à anunciada reforma das prisões.

Após uma semana de intensa violência no estado brasileiro do Ceará, a cidade de Fortaleza começou esta quarta-feira a regressar à normalidade. Os centros de saúde voltaram a abrir portas e os transportes públicos retomaram a circulação.

O regresso à normalidade foi possível com o reforço do dispositivo policial nas ruas, com 500 elementos da Força Nacional de Segurança a patrulhar a região. Em sete dias, foram contabilizadas mais de 170 ocorrências, desde ataques a edifícios e serviços públicos a autocarros e lojas incendiados.

Paulo Whitaker

O número de atos criminosos está agora a diminuir e 215 suspeitos foram detidos.

Paulo Whitaker

Com o aumento da segurança nas ruas, Fortaleza retoma a rotina. No entanto, a recolha do lixo é agora a principal preocupação dos moradores, que começaram a incendiam alguns aglomerados em terrenos descampados para evitar o mau cheio.

A onda de violência no Ceará começou há uma semana. Grupos organizados lançaram o caos em respostas à anunciada reforma das prisões, que prevê, entre outras medidas, acabar com a divisão por facção dos criminosos nas cadeias.