Mundo

Grupo faz explodir bomba num viaduto e incendeia uma oficina no Ceará 

Alex Gomes

Não há registo de feridos.

Quando o estado brasileiro do Ceará começava a regressar à normalidade ao fim de nove dias de violência, registaram-se novos ataques.

Durante a madrugada explodiu uma bomba num viaduto onde passa o metro, mas não há registo de feridos. Já na capital do estado, um grupo ateou fogo e roubou objetos de um centro de asssitência social.

Houve ainda um autocarro, de uma banda que estava em digressão em Fortaleza, que foi incendiado. Os músicos queixam-se de ter perdido todos os instrumentos musicais.

O ataque terá acontecido dentro de uma oficina onde se encontrava o veículo, assim como outros quatro carros, que ficaram destruídos. Suspeita-se que cinco homens terão invadido o local e prendido os funcionários para lançar fogo às viaturas.

Desde o início do mês, houve, pelo menos, 170 ataques contra carros e edifícios e mais de 270 pessoas foram detidas.

A violência, alegadamente provocada por grupos crimiminosos, terá começado depois do responsável pelas prisões do Ceará ter anunciado que as regras nos estabelecimentos prisionais iriam ser reforçadas.