Mundo

Sete mortos em acidente de autocarro com turistas estrangeiros em Cuba

Lilibeth Alfonso/Juventud Rebelde / HANDOUT

As estradas cubanas estão geralmente em muito mau estado, com muitos buracos no piso e iluminação quase inexistente à noite.

Sete pessoas morreram, entre as quais quatro turistas estrangeiros, e 33 ficaram feridas na quinta-feira num acidente de autocarro em Cuba, noticiou hoje a imprensa local.

"Dos 40 passageiros, 22 eram estrangeiros e vinham da Holanda, de Inglaterra, de França, do México e do Canadá", indicou o jornal Venceremos, da província de Guantánamo, onde ocorreu o acidente, ao início da tarde de quinta-feira.

O diário cubano publicou na sua edição eletrónica a lista das vítimas mortais, entre as quais figuram um cidadão francês de 67 anos, uma alemã de 59 anos e duas argentinas, ambas com 35 anos.

Dos cinco feridos graves, três são cubanos e dois estrangeiros - uma francesa de 63 anos e uma espanhola de 42 anos.

O autocarro virou-se no trajeto entre a cidade de Baracoa e a capital, Havana.

O motorista disse ter perdido o controlo do autocarro devido ao piso molhado, mas testemunhas garantiram que ele tentou ultrapassar um veículo e ficou de frente para outro que seguia em sentido contrário, o que o obrigou a sair da estrada, relatou o jornal.

As estradas cubanas estão geralmente em muito mau estado, com muitos buracos no piso e iluminação quase inexistente à noite.

Segundo as estatísticas oficiais, em 2017 registaram-se 11.187 acidentes que fizeram 750 mortos e 7.999 feridos, num país com 11 milhões de habitantes.

Lusa

  • Pirata informático em prisão domiciliária na Hungria
    2:23
  • Theresa May inicia negociações para plano B ao acordo do Brexit
    1:33
  • "EUA continuam a andar para trás em direitos humanos"
    2:02