Opinião

Discurso de Rio "não foi galvanizante e ninguém esperava por isso"

Discurso de Rio "não foi galvanizante e ninguém esperava por isso"

Miguel Sousa Tavares defendeu esta segunda-feira que o discurso de Rui Rio, durante o congresso, "não foi galvanizante" e que "ninguém esperava por isso". Durante o espaço habitual de comentário, no Jornal da Noite, o comentador da SIC disse que o novo líder do PSD devia "começar a avançar" e esclarecer "as linhas de orientação em que aposta".

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47

    Opinião

    Donald Trump admite regras mais apertadas para quem compra armas, isto após o tiroteio numa escola da Florida que fez 17 mortos. Miguel Sousa Tavares defende que os Estados Unidos da América são "uma sociedade de pistoleiros" e diz que a Associação Nacional de Rifles "gasta muito dinheiro" para conseguir que as leis não sejam mudadas no Senado.

  • "A banca parece que não aprendeu nada com a bolha imobiliária de 2008"
    3:23

    Opinião

    O Governo quer limitar a venda de produtos financeiros pelos bancos. Está no parlamento uma proposta de lei que penaliza as más práticas comerciais e tenta proteger os clientes, evitando abusos e encargos excessivos e obrigando os bancos a prestarem-lhes mais informação. A proposta prevê ainda que seja dada mais formação aos funcionários. Miguel Sousa Tavares considera a decisão do Governo acertada uma vez que protege os interesses dos clientes. O comentador da SIC faz ainda referência ao ano 2008, início da crise no ramo imobiliário por "culpa dos credores".

  • "Foi uma leviandade completa", Rio acusa Governo no processo de transferência do Infarmed
    0:34
  • Taxistas acusam o Governo de falta de respeito e mantêm protesto há 7 dias
    2:20
  • Andy Murray protagoniza momento caricato numa sessão fotográfica na China
    0:38
  • Polícia ainda não tem pistas sobre homícidio de emigrante português no Brasil
    0:50
  • BE quer bandeira portuguesa no navio Aquarius
    3:15

    Mundo

    O Bloco de Esquerda quer que o Governo português conceda o registo ao navio 'Aquarius', permitindo que continue a sua missão de busca e resgate de migrantes e refugiados no Mar Mediterrâneo. O navio operado por duas organizações não-governamentais viu o registo ser retirado pela Autoridade Portuária do Panamá. Pedro Filipe Soares revelou que o Bloco de Esquerda já enviou carta ao Minsitério dos Negócios Estrangeiros a pedir ajuda.