Opinião

"A mensagem que passa é que a violência doméstica é tratada como algo sem importância"

Entrevista SIC Notícias

"A mensagem que passa é que a violência doméstica é tratada como algo sem importância"

O psicólogo Mauro Paulino fala em decisão "perturbadora" da justiça por deixar em liberdade o homem que agrediu a companheira grávida.

O psicólogo Mauro Paulino esteve esta quinta-feira na Edição da Noite, da SIC Notícias, onde analisou o caso da mulher grávida que foi agredida pelo companheiro.

O comentador da SIC diz que a decisão da justiça de deixar o homem em liberdade é "completamente questionável": "é perturbador por ser uma mulher grávida a ser agredida", "é perturbador por saber que este agressor tem histórico de comportamentos na área da violência doméstica" e "é perturbador que, perante todos estes factos, a decisão seja deixar sair em liberdade" o agressor.

O psicólogo forense defende que se perdeu aqui "mais uma oportunidade" de mostrar à sociedade que a violência doméstica "não tem que ser, nem pode ser uma fragilidade a justiça portuguesa".

Mauro Paulino defende ainda a existência de redes diferentes: uma que pune o agressor, outra que defende a vítima e ainda outra que promove mudanças de mentalidade.

Um vídeo divulgado esta quinta-feira mostra a polícia a imobilizar o agressor da grávida de 9 meses. As imagens podem ser vistas aqui.

  • Esta casa foi construída por uma impressora 3D
    16:27