País

Bombeiros feridos em Arganil livres de perigo

PAULO NOVAIS

Os dois bombeiros voluntários de Cantanhede que esta segunda-feira sofreram ferimentos no concelho de Arganil, quando estavam no combate ao incêndio que deflagrou em Pampilhosa da Serra, não correm risco de vida, disse o comandante da corporação.

Os bombeiros, de 41 e 38 anos, sofreram ferimentos na sequência de um despiste de um camião tanque que se despistou cerca das 14:20, na zona de Teixeira, caindo por uma ribanceira com cerca de 30 metros.

Os dois elementos foram transportados num helicóptero do INEM para o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), onde às 20:00 ainda se encontravam a aguardar pela realização de exames médicos.

"Apresentam muitas escoriações, mas aparentemente não correm risco de vida, encontrando-se no serviço de Urgência dos CHUC", adiantou à agência Lusa o comandante dos Bombeiros Voluntários de Cantanhede, José Oliveira.

O fogo, que teve início pelas 23:20 de sexta-feira, em povoamento florestal próximo de Castanheiro, localidade da freguesia de Fajão e Vidual, no município de Pampilhosa da Serra, alastrou ao concelho de Arganil.

Às 19:55, as chamas estavam a ser combatidas por 646 operacionais, apoiados por 197 veículos, segundo a Autoridade Nacional de Proteção Civil.

Lusa

  • O sonho americano
    12:13
  • Mantém-se impasse no Brexit
    2:14