País

Número de casos confirmados de legionella sobe para 50

(Arquivo)

Janice Haney Carr

O número de casos confirmados de doença dos legionários do surto no Hospital São Francisco Xavier, em Lisboa, subiu para 50, mais dois relativamente ao balanço anterior, anunciou esta segunda-feira a Direção-geral da Saúde (DGS).

De acordo com os números divulgados, como dados preliminares e ainda sujeitos a validação, os 50 casos de infeção com a bactéria "Legionella pneumophila" são todos de pessoas com história de doença crónica e/ou fatores de risco, sendo 34 pessoas com mais de 70 e 29 mulheres.

O surto provocou até agora cinco mortes.

Na atualização a DGS diz que 10 pessoas já tiveram alta clínica, que 29 estão atualmente internadas em enfermaria e que seis estão em unidades de cuidados intensivos.

A legionella é responsável pela doença dos legionários, uma forma de pneumonia grave que se inicia habitualmente com tosse seca, febre, arrepios, dor de cabeça, dores musculares e dificuldade respiratória, podendo também surgir dor abdominal e diarreia.

A incubação da doença tem um período de cinco a seis dias depois da infeção, podendo ir até 10 dias.

A infeção pode ser contraída por via aérea (respiratória), através da inalação de gotículas de água ou por aspiração de água contaminada.

Apesar de grave, a infeção tem tratamento efetivo.

Lusa

  • Taxistas cumprem terceiro dia de protesto contra a "lei Uber"
    2:29
  • Mais de uma centena de mortos em naufrágio no Lago Vitória, na Tanzânia
    1:19
  • Sporting vence Qarabag

    Liga Europa

    O Sporting estreou-se esta quinta-feira na fase de grupos da Liga Europa com uma vitória em Alvalade, sobre o Qarabag, por 2-0.

  • Marcelo despediu-se da "fascinante aventura" do ensino
    2:51
  • Outubro é o momento da verdade nas negociações do Brexit
    1:37

    Brexit

    Os líderes europeus dizem que outubro é o momento da verdade nas negociações do Brexit. Prometem empenho mas esperam também novas propostas de Theresa May. E só se houver progressos será marcada uma reunião extraordinária em novembro para formalizar o acordo. A reportagem é dos correspondentes da SIC Susana Frexes e Bruno Andrade.