País

Serviços clínicos passam a avaliar aptidão física e psicológica de condutores

A avaliação médica, mental e psicológica dos candidatos a condutores passa a ser realizada por médicos e psicólogos no exercício da sua profissão ou em serviços clínicos especializados, refere o decreto-lei publicado esta quinta-feira em Diário da República.

O decreto-lei hoje publicado em Diário da República altera o Regulamento da Habilitação Legal para Conduzir, transpondo a Diretiva 2016/1106, da União Europeia.

De acordo com o diploma, a abertura, a modificação e o funcionamento destes serviços clínicos para a avaliação da aptidão física, mental e psicológica dos candidatos e condutores "regem-se pelo disposto no Decreto-Lei n.º 127/2014, de 22 de agosto".

"Estas alterações pretendem facilitar o processo de obtenção e revalidação da carta de condução, disponibilizando um conjunto de meios concentrados e especializados, passíveis de serem auditados", refere o diploma.

O documento acrescenta que as mudanças vão aumentar a acessibilidade e centrar as políticas no interesse dos cidadãos, "melhorando a qualidade e a capacidade de monitorização do processo e assegurando a segurança rodoviária".

Lusa

  • Sérgio Conceição elogia prestação dos jogadores menos utilizados
    0:45

    Desporto

    No final do jogo entre Vila Real e FC Porto, que os dragões venceram por 6-0, Sérgio Conceição destacou a qualidade apresentada pelos jogadores menos utilizados no plantel, que tiveram a oportunidade de jogar. O treinador dos azuis e brancos sublinhou ainda que o segredo da vitória esteve no respeito pelo adversário.

  • Portugueses têm menos filhos do que gostariam

    País

    A diretora da representação do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) disse esta sexta-feira que em Portugal a fertilidade desejada está bastante abaixo da realizada, tendo o país uma taxa de fecundidade baixa.