País

Mãe de utente da Casa dos Marcos é a nova presidente da Raríssimas

Presidente da Raríssimas Sónia Margarida Laygue

SIC

Uma lista de pais de utentes e funcionários da associação Raríssimas foi hoje eleita para a direção da instituição. Sónia Margarida Laygue é a nova presidente sucedendo assim a Paula Brito da Costa.

A Assembleia-Geral Extraordinária da Raríssimas elegeu hoje uma nova direção, a partir de uma lista apresentada por pais e funcionários da instituição.

A lista é liderada por uma socióloga do trabalho e mãe de uma menina de três anos com uma doença rara, Sónia Margarida Laygue.

Três funcionários da associação e uma mãe e um pai de crianças assistidas na Casa dos Marcos, na Moita, estão também na lista aprovada pelos associados reunidos hoje em Assembleia-Geral Extraordinária.

Perante os cerca de 30 associados reunidos no salão dos Bombeiros Voluntários da Moita, Sónia Laig apresentou-se como "dedicada de corpo e alma".

Dos 22 votos expressos, 18 foram a favor e quatro em branco.

A esta Assembleia-Geral compareceram menos de 5% dos 566 associados ativos da Raríssimas.

A nova presidente da direção afirmou que a equipa que apresentou fará tudo o que puder "para salvar esta associação e continua a dar a estas pessoas a resposta que precisam".

Sónia Margarida Laygue assumiu não ter nenhuma experiência associativa, mas comprometeu-se a usar a experiência que tem na área dos recursos humanos e na participação em projetos internacionais ligados à diversidade e inclusão.

Para vice-presidente foi proposta Mafalda Costa, também mãe de um utente, Rui Pedro Ramos para tesoureiro, atualmente fisioterapeuta na Raríssimas, e para secretário António Veiga, psicólogo na casa dos Marcos.

Na lista estão ainda Fernando Alves, reformado e pai de uma criança com doença rara, e Rosália Santos, que ficará como vogal suplente.

A Assembleia-Geral elegeu ainda por voto secreto a nova presidente do Conselho Fiscal, Ana Paula Soares, que é diretora de recursos humanos e mãe de um menino com doença rara.

Os novos corpos sociais tomarão posse na próxima sexta-feira às 10:00 na Casa dos Marcos, na Moita.

Lusa

  • Uma semana depois da tempestade Leslie
    3:02
  • Adoções por militares dos EUA eram vistas na Terceira como uma bênção para as crianças
    5:16