País

PS marca por unanimidade Congresso Nacional para a Batalha entre 25 e 27 de maio

A Comissão Nacional do PS aprovou este sábado, por unanimidade, a proposta para que o congresso deste partido se realize na Batalha, distrito de Leiria, entre 25 e 27 de maio, disse à agência Lusa fonte oficial socialista.

Tal como estava previsto, as eleições diretas para o cargo de secretário-geral do PS, as terceiras às quais António Costa concorre, vão decorrer entre os dias 11 e 12 de maio.

Inicialmente, a Comissão Permanente do PS apontou Matosinhos para local do Congresso Nacional, mas, segundo fonte socialista, o secretário-geral, António Costa, pretendeu transmitir "um sinal de maior descentralização" quanto às prioridades do seu partido.

"Face às propostas existentes para local do congresso, o Secretariado Nacional do PS acabou então por optar pelo município da Batalha. A reforma da descentralização é uma das principais prioridades políticas do Governo e do Grupo Parlamentar do PS em 2018", justificou à agência Lusa um membro da direção deste partido.

A Comissão Nacional do PS confirmou também a proposta feita pela Comissão Permanente dos socialistas para que o ex-secretário de Estado da Indústria João Vasconcelos seja o presidente da Comissão Organizadora do Congresso (COC).

A equipa proposta para a COC, de resto, foi igualmente aprovada por unanimidade, com a minoria liderada pelo dirigente socialista Daniel Adrião a conseguir incluir já um dos seus elementos nesse elenco.

Em declarações aos jornalistas, António Costa defendeu que o próximo congresso do PS "deve servir para debater as grandes questões do futuro, em particular a alteração do paradigma energético decorrente das alterações climáticas, as questões da sociedade digital e a manutenção do Estado social num contexto de desequilíbrio demográfico".

"O grande desígnio é melhor emprego e emprego mais justo. Temos também os desafios da qualificação, designadamente a formação ao longo da vida, a reforma da zona euro e a estratégia de Portugal na próxima década na União Europeia", acrescentou.

Lusa

  • País

    Francisco Ramos é um dos novos secretários de Estado do Ministério da Saúde. Era até agora presidente do IPO de Lisboa. A pasta de secretário de Estado não lhe é, de todo, desconhecida. Francisco Ramos ocupou as mesmas funções com Maria de Belém, Correia de Campos e Ana Jorge. Antes do IPO, foi presidente do Instituto Nacional de Administração (INA).

  • O relato do acidente na 2ª circular: camião entrou em contramão, 3 feridos, um grave
    2:09

    País

    Um acidente aconteceu esta manhã na 2ª Circular, em Lisboa, quando um camião de mercadorias entrou em contramão. No total, nove viaturas estiveram envolvidas no acidente e três pessoas ficaram feridas, uma em estado grave. A jornalista Mónica Martins faz o ponto de situação quando passava pouco das 9h00. O trânsito esteve cortado até ao final da manhã.

  • Incendiários - Investigação
    0:34
  • Primeiro filho de Harry e Meghan chega na primavera
    1:18
  • De quem era "a mão por detrás do arbusto"? Cavaco Silva ou José Sócrates?
    1:27
  • Chegou a Portugal a primeira sala onde é possível destruir tudo
    1:51
  • Continuam as manifestações pró e contra Bolsonaro
    1:39