País

Taxistas desmarcam ações de protesto de dia 15

MIGUEL A. LOPES

Os taxistas desconvocaram as ações de protesto marcadas para a próxima quinta-feira, que incluía uma marcha a pé e uma vigília à porta da Procuradoria Geral da República, informaram esta sexta-feira as associações representativas do setor.

"Foi tudo cancelado. Não fazia sentido manter de pé o protesto, quando a senhora Procuradora-geral da República nos chamou e recebeu. Transmitimos todas as nossas preocupações", disse à Lusa Carlos Ramos, presidente da Federação Portuguesa do Táxi. O responsável referiu que aguardam agora "por resultados concretos" do encontro.

A decisão foi comunicada esta tarde pela Federação Portuguesa do Taxi (FPT) e pela Associação Nacional dos Transportes Rodoviários em Automóveis Ligeiros (ANTRAL), depois da reunião que tiveram com a Procuradora-Geral da República, Joana Marques Vidal.

Em comunicado, as duas associações referem que a Procuradora-Geral da República "garantiu que está mais sensível à situação do setor do táxi, sublinhando que já pediu informação sobre os processos judiciais em curso, para análise".

O protesto, designado "Desfile do Descontentamento", previa uma marcha a pé, com início no Parque Eduardo VII, e uma vigília à porta da Procuradoria Geral da República (PGR).

Esta manhã, em declarações à agência Lusa, os presidentes das duas associações já tinham avançado que iriam suspender a vigília à porta da PGR, mas que a realização da marcha a pé estaria dependente da decisão dos associados.

Os taxistas lutam há mais de um ano contra a atividade das plataformas eletrónicas de transporte de passageiros em veículos descaracterizados, como a Uber, Cabify, Taxify e Chofer em Portugal, por considerar que são ilegais.

O Parlamento prepara-se para debater na especialidade uma proposta de lei do Governo para regulamentar a atividade de transporte de passageiros em veículos descaracterizados, que tem merecido também a contestação das associações que representam os taxistas.

O Ministério do Ambiente, que tutela a pasta dos transportes, espera que a lei que regulamenta as plataformas eletrónicas de transporte em veículos descaracterizados seja votada no parlamento ainda este mês.

Lusa

  • Temperatura alta e baixa humidade vão manter-se
    2:04

    País

    A Proteção Civil vai prolongar o alerta vermelho em sete distritos do norte até quarta-feira, devido ao aumento do número de fogos nos últimos dias. Só no fim de semana foram registados mais de 200 incêndios. As temperaturas altas e a baixa humidade vão manter-se.

  • Cada vez mais pessoas escolhem trabalhar no setor imobiliário 
    3:05