País

PS garante "as pessoas podem estar tranquilas, não existe perigo iminente"

PS garante "as pessoas podem estar tranquilas, não existe perigo iminente"

Na reacção às declarações da direita parlamentar acerca do estado da ponte 25 de Abril, o PS acusa a oposição de entrar em demagogias estéreis. Os socialistas, na voz de André Pinotes, dizem que é preciso evitar o alarmismo, que o Governo está a fazer o que é suposto, e que os utentes desta infraestrutura podem estar tranquilos.

  • Quais os problemas na Ponte 25 de Abril que requerem obras urgentes?
    6:22

    País

    O Governo autorizou a verba de 18 milhões de euros para os trabalhos urgentes de manutenção da Ponte 25 de Abril seis meses depois do pedido ter sido feito. De acordo com um relatório do LNEC, Laboratório Nacional de Engenharia Civil, a que a revista Visão teve acesso, a ponte apresenta fissuras, parafusos sem aperto e brechas. Tiago Abcasssis, engenheiro especialista em estruturas esteve no Primeiro Jornal, e explicou ao detalhe quais os problemas existentes na Ponte 25 de Abril.

  • Há fissuras e parafusos sem aperto segundo relatório do LNEC
    2:30

    País

    A ponte 25 de Abril precisa de obras urgentes mas o ministério das Finanças demorou pelo menos seis meses a libertar o dinheiro. A autorização surge no momento em que a revista Visão se preparava para denunciar o caso. Os especialistas dizem que há anomalias graves em pontos sensíveis de estrutura. Alertam mesmo para o risco de colapso caso não seja feita qualquer intervenção.

  • "Decisão do Governo é adequada às informações disponíveis"
    0:47

    País

    A ministra da Presidência, Maria Manuel Leitão Marques considera que a decisão tomada, em relação Às obras de manutenção na Ponte 25 de Abril, está adequada às informações técnicas disponíveis. Quanto ao "timing" em relação à luz verde para a execução das obras, o Governo diz tratar-se de uma coincidência.

  • "Não sejamos alarmistas" pede Marcelo
    0:51

    País

    O Presidente da República pede para não se fazer alarmismo a propósito da intervenção na ponte 25 de Abril. Marcelo Rebelo de Sousa espera que as obras arranquem rapidamente e reforça que se trata de uma intervenção para durar dois anos.

  • CDS quer ouvir os ministro das Infraestruturas e das Finanças
    1:06

    Economia

    O CDS quer chamar ao Parlamento o ministro das Infraestruturas, Pedro Marques e o ministro das Finanças, Mário Centeno. O deputado Hélder Amaral sublinha que importante ouvir também o Laboratório Nacional de Engenharia Civil para perceber os riscos da ponte 25 de Abril e as obras necessárias.

  • BE quer conhecer relatório do LNEC e chamar ministros ao Parlamento
    0:46

    País

    O Bloco de esquerda anunciou hoje quer conhecer o relatório do LNEC e chamar ao Parlamento o ministro das Finanças e do Planeamento para esclarecimentos. Heitor de Sousa diz que é preciso perceber o impacto das obras e questiona o facto de o Governo destinar quase 18 milhões de euros para uma obra em que existe uma parceria público-privada.

  • Diretor artístico demite-se do Museu de Serralves
    2:44

    Cultura

    Estão ainda por esclarecer as razões da demissão do diretor artístico do Museu de Serralves. João Ribas apresentou a demissão esta sexta-feira, um dia depois da inauguração da exposição do fotógrafo Robert Mapplethorp. A demissão foi associada a restrições a algumas imagens de cariz sexual explícito. Mas a Fundação de Serralves garante que foi o próprio João Ribas quem decidiu retirar duas obras da exposição. E sublinha que estava decidido desde o início apresentar as obras de cariz sexual explícito numa zona com acesso restrito.

  • Personalidades do futebol dizem que Ronaldo foi vítima de excesso de zelo
    2:03

    Desporto

    A UEFA vai anunciar o castigo de Cristiano Ronaldo na próxima quinta-feira, depois do cartão vermelho que o internacional português recebeu no jogo da Liga dos Campeões. O castigo pode ir de um a três jogos de suspensão. Várias personalidades do mundo do futebol acreditam que o jogador foi vítima do excesso de zelo do árbitro.