País

Rebocador de grandes dimensões a caminho de Lisboa para desencalhar navio junto ao Bugio

TIAGO PETINGA / LUSA

Um rebocador de grandes dimensões de uma empresa contratada pelo armador do navio que encalhou na terça-feira junto ao Bugio, na foz do Rio Tejo, está a caminho de Lisboa para tentar desencalhar o barco.


Segundo o porta-voz da Autoridade Marítima Nacional, numa reunião na quarta-feira à noite, o armador, de quem é a responsabilidade de remover o barco, decidiu contratar outra empresa de rebocadores, depois de pelo menos três tentativas falhadas para desencalhar o navio.


A mesma fonte disse que o rebocador que está a caminho de Lisboa vem de Gibraltar.

O navio "Betanzos" encalhou na quarta-feira junto ao Bugio depois de ter tido uma falha de energia a bordo que o deixou a deriva.O navio tinha saído do terminal do Beato, em Lisboa, rumo a Casablanca, Marrocos.

Com Lusa

  • Nova tentativa para rebocar navio encalhado no Tejo ao final da tarde

    País

    As autoridades voltam esta tarde a tentar rebocar o navio que está encalhado no rio Tejo, junto ao farol do Bugio. As tentativas desta manhã não tiveram sucesso, a operação foi interrompida às 7:45. Os trabalhos recomeçaram por volta das 5:00, mas os rebocadores ainda não conseguiram aproximar-se o suficiente da embarcação espanhola. Devido à ondulação, o navio está muito preso ao fundo do rio, num banco de areia, o que estará também a dificultar o reboque. De acordo com o porta-voz da Autoridade Marítima, as operações serão retomadas às 18:40, no pico da preia-mar.

  • Piloto que morreu no Estoril terá ficado sem travões
    1:17
  • Empresa de segurança sob suspeita na Guarda
    4:47
  • O embaraço do príncipe Harry
    0:29