País

Maria José Morgado não usa o Citius porque "não é fidedigno nem seguro"

Maria José Morgado não usa o Citius porque "não é fidedigno nem seguro"

A procuradora-geral distrital de Lisboa, Maria José Morgado, diz que não usa o sistema informático Citius porque não tem um grau fidedigno de auditoria nem garante a segurança. Em resposta, o ex-bastonário da Ordem dos Advogados, António Marinho e Pinto, diz que a fuga de informação no caso E-toupeira não foi um erro do sistema mas culpa de um funcionário judicial.

  • Piloto que morreu no Estoril terá ficado sem travões
    1:17
  • Empresa de segurança sob suspeita na Guarda
    4:47
  • O embaraço do príncipe Harry
    0:29