País

Depressão Gisele coloca sete ilhas dos Açores sob aviso laranja

Jose Antonio Rodrigues

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) manteve hora o aviso laranja em sete das nove ilhas dos Açores devido à chamada depressão Gisele, prevendo a entidade vento e agitação marítima acima do comum.

"O IPMA mantém o alerta de nível laranja referente a vento e agitação marítima para os grupos ocidental e central para as próximas horas. Em relação ao grupo oriental mantemos em vigor o nível amarelo referente a vento e agitação marítima", indica a meteorologista Patrícia Navarro.

A depressão Gisele, às 12:00 de hoje, encontrava-se a norte do arquipélago dos Açores "com deslocamento para leste e nordeste", precisou Patrícia Navarro.

O aviso laranja, segundo mais grave de uma escala de quatro, está então ativo nos Açores para os grupos ocidental (Flores e Corvo) e central (Terceira, São Jorge, Pico, Graciosa e Faial).

Na segunda-feira, o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) emitiu um alerta a recomendar que sejam tomadas medidas de autoproteção, como a consolidação de telhados, portas e janelas ou ainda o reforço das amarrações das embarcações ou mudança dos barcos para local seguro.

A Proteção Civil dos Açores pede ainda que sejam guardados os objetos soltos de jardim, alertando que mesmo os leves podem ser projetados pelo vento forte e causar grandes prejuízos materiais e até acidentes pessoais graves.

Aos automobilistas é recomendado especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas e são desaconselhadas atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos ou passeios à beira mar.

Com Lusa