País

Bastonária inicia reuniões por todo o país sobre falta de nutricionistas no SNS

Alex Brandon

A bastonária da Ordem dos Nutricionistas inicia hoje, em Lisboa, uma série de reuniões pelo país que pretendem alertar para a falta destes destes profissionais no Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Alexandra Bento disse à agência Lusa que as reuniões vão decorrer até novembro, para "conhecer a realidade profissional dos nutricionistas", tendo escolhido como tema os "nutricionistas no Serviço Nacional de Saúde", que são "escassos".

A bastionária fará visitas a vários centros hospitalares e ao agrupamento de centros de Saúde da Arrábida, em Setúbal, justificando que não poderia visitar "grandes centros de Saúde, porque não têm nutricionistas".

As visitas terão início na zona de Lisboa e Vale do Tejo e continuarão nas regiões norte e centro, Alentejo, Algarve, Açores e Madeira, num total de 40 instituições.

Para Alexandra Bento, é oportuno iniciar as visitas em Lisboa, uma vez que existem "menos nutricionistas numa zona geográfica densamente povoada", o que se torna "difícil de compreender", destacando que, nos cuidados de saúde primários, existem apenas sete profissionais para mais de três milhões de utentes.

A Alexandra Bento acrescentou que o Governo tem repetido "incessantemente" que há hoje mais 8.480 profissionais no SNS do que em 2015, mas nenhum é nutricionista.

As 40 vagas que estão previstas no Orçamento do Estado, são aguardadas "com expectativa", sendo que no ano passado "esteve previsto abrir concurso para 55 nutricionistas e não abriu por ter sido chumbado pelo Ministério das Finanças".

Alexandra Bento considera que o número de nutricionistas no SNS é "manifestamente insuficiente", contando apenas com 416, ficando muito "aquém do necessário".

A bastonária admite que, no decorrer das visitas, vai encontrar algum descontentamento, que procurará solucionar após o levantamento.

O levantamento da realidade profissional dos nutricionistas que pretende dar a conhecer, de forma aprofundada, o seu contexto real de trabalho, inicia-se com uma reunião com o presidente da Administração regional de Saúde (ARS) de Lisboa e Vale do Tejo, Luís Pisco.

Lusa

  • Vem aí uma nova redução do sal, açúcar e gorduras
    2:11

    País

    O Governo pretende reduzir o sal e o açúcar na comida para combater problemas como a diabetes e a hipertensão. As negociações com a indústria alimentar devem arrancar já em fevereiro. Sobre a taxa das bebidas açucaradas, a Ordem dos Nutricionistas diz que a verba resultante devia ter sido aplicada em campanhas de prevenção.

  • Consumo excessivo de sal é um dos maiores problemas de saúde pública
    2:42

    País

    Depois de ter caído o chamado "imposto da batata frita", as Ordens dos Médicos e dos Nutricionistas lamentam uma oportunidade perdida a favor da saúde dos portugueses. O parlamento eliminou esta proposta, que previa um imposto sobre o sal, com o apoio do PSD e a abstenção do PCP. O CDS travou esta taxa dizendo que não é com impostos que se alteram hábitos alimentares. No entanto, o excesso de sal é um dos maiores problemas de saúde pública no país.

  • Papa Francisco - entre a vulnerabilidade de um abalo e a oportunidade de uma reforma

    Papa e a tensão na Igreja

    Não é o tempo cronológico que define Francisco, mas o tempo da oportunidade, sem necessariamente sintonizar a ação com o tempo mediático. Esta circunstância pode dar um bom enquadramento de leitura para o «escândalo» dos abusos sexuais por parte de clérigos católicos. Mas o impacto mediático gerado pelo relatório da Pensilvânia e pela carta de um arcebispo a pedir a resignação do Papa, com a visita à Irlanda como pano de fundo, acabou por criar também uma oportunidade. Os próximos meses são por isso fulcrais para atenuar os danos e reconstruir laços de confiança nas instituições. Não há folga para oportunidades desperdiçadas. A pressão é elevada. A dimensão mediática não terá sido devidamente valorizada. Francisco ficou mais exposto às críticas e aos críticos.

    Joaquim Franco

  • Piloto que morreu no Estoril terá ficado sem travões
    1:17
  • Empresa de segurança sob suspeita na Guarda
    4:47
  • O embaraço do príncipe Harry
    0:29