País

Governo valoriza Educação Física como disciplina central no currículo do secundário

ANTONIO COTRIM

O ministro da Educação afirmou esta quarta-feira que o Governo sempre acreditou "não existirem áreas curriculares periféricas" e, nesse sentido, o decreto-lei em consulta pública "valoriza a educação física como disciplina central" nos currículos do ensino básico e secundário.

"Sempre dissemos que valorizávamos as expressões físico-motoras e nesse sentido valorizamos as expressões físico-motoras no 1.º ciclo. E também acreditando que não existem áreas curriculares periféricas, o decreto-lei valoriza a Educação Física e o papel da Educação Física", afirmou Tiago Brandão Rodrigues a jornalistas no Porto.

Para o ministro, o decreto-lei, que está em consulta pública, "valoriza a Educação Física como disciplina central dos currículos, no ensino básico e secundário".

O ministro referiu-se ao decreto-lei aprovado pelo Governo no dia 05 de abril, que dá "visibilidade à autonomia e flexibilidade curricular" e que "está agora em consulta pública".

De acordo com o decreto-lei, as escolas vão poder gerir como quiserem um quarto do seu tempo de funcionamento, adaptando os espaços, atividades e métodos aos seus projetos curriculares próprios.

A introdução no currículo da área de Cidadania e Desenvolvimento e a possibilidade de alunos de cursos e vias diferentes trocarem disciplinas são outras das medidas previstas.

Com esta valorização das "expressões físico-motoras", a nota a Educação Física passará também a contar para a média no ensino secundário.

Lusa

  • "Isto é intolerável num comentador que deve ter isenção"
    3:52
  • Drone capta momento em que neozelandesa nada cercada por baleias assassinas
    2:10
  • "O nome do Sporting hoje já não é alvo de chacota"
    1:22