País

Município francês doa 53 mil árvores ao Pinhal de Leiria

Gary Cameron

O Município francês Fontenay-sous-Bois doou 53 mil árvores ao Pinhal de Leiria, o número dos seus habitantes, no âmbito de um protocolo com a Câmara da Marinha Grande que contempla a reflorestação daquela mata destruída por um incêndio em 2017.

À margem de uma reunião de trabalho entre os dois municípios, que formalizaram a geminação em 6 de outubro de 1984, a presidente da autarquia da Marinha Grande, Cidália Ferreira, destacou a solidariedade do município francês.

"Aquilo que mais sentimos é a solidariedade que houve da parte de Fontenay-sous-Bois", declarou à agência Lusa a autarca, destacando o facto de cada exemplar representar um habitante do município francês.

Cidália Ferreira reconheceu que este gesto "sensibiliza imenso"."Tem esse valor duplo, o valor da árvore, mas sabendo que cada uma das pessoas que habita em Fontenay-sous-Bois tem aqui uma árvore plantada no nosso Pinhal do Rei", adiantou.

A presidente da Câmara referiu ainda que no talhão 256, onde já começou a plantação de árvores doadas por Fontenay-sous-Bois, foi feita também a plantação de 38 mil árvores, uma por cada residente no concelho da Marinha Grande.

Já o presidente do Município de Fontenay-sous-Bois, Jean-Philippe Gautrais, explicou que há uma "ligação particular com a comunidade portuguesa de Fontenay-sous-Bois", razão que justifica a geminação com a Marinha Grande.

"Quando ocorreram os terríveis incêndios do outono, pensámos que tipo de ações de solidariedade poderíamos fazer em conjunto", declarou, referindo que, após falar com a autarca portuguesa, considerou importante uma ação concreta que pudesse ajudar e, também, mobilizar as duas comunidades.

Jean-Philippe Gautrais, que recordou a sua passagem na Colónia Balnear Afonso Lopes Vieira, em São Pedro de Moel, no âmbito do protocolo de geminação, considerou ser importante que no âmbito destes acordos no momento em que há dificuldades se possa ajudar.

Na quinta-feira, os dois municípios assinam um protocolo na qual é formalizada os trabalhos de reflorestação, no âmbito dos quais a autarquia francesa já transferiu um subsídio extraordinário de 5.800 euros para a Marinha Grande, a que vai somar nova verba, de 13 mil euros.

No acordo a celebrar, a que sucederá uma ação simbólica de reflorestação, os municípios contemplam a possibilidade de "estudar a oportunidade de ações complementares, nomeadamente nas áreas da gestão florestal e da preservação ambiental, tendo em vista a continuidade e valorização da nova mancha florestal".

A Mata Nacional de Leiria, também conhecida por Pinhal de Leiria e Pinhal do Rei, é propriedade do Estado. Tem 11.062 hectares e ocupa dois terços do concelho da Marinha Grande. A principal espécie é o pinheiro bravo. No incêndio de 15 de outubro de 2017 ardeu 80 por cento da sua área.

Lusa

  • José Peseiro garante que leões estão "preparados para vencer"
    1:52

    Liga Europa

    José Peseiro garante que a equipa do Sporting está preparada o arranque da competição. A equipa leonina não conta com Bas Dost que está lesionado e falha os próximos jogos. Os leões estreiam-se hoje na Liga Europa, em casa, com o Qarabag do Azerbaijão. A SIC transmite o encontro em directo a partir das 20:00.

  • Gosta de atum? Procuram-se voluntários
    1:35
  • Suspeito de agredir bebé terá dito à polícia que perdeu a cabeça ao ouvir o choro
    2:18

    País

    O homem terá confessado à PSP e mais tarde também ao Ministério Público que perdeu a cabeça perante o choro permanente do bebé de 17 meses, filho da atual companheira. Apesar de ter confessado a agressão saiu em liberdade depois de ser ouvido em tribunal. Não chegou sequer a ser interrogado por um juiz de instrução criminal e apesar da gravidade dos factos, o Ministério Público não viu razões para aplicar qualquer medida de coação.

  • Novos e-mails põem em causa valores da saída de Garay do Benfica
    2:44

    Desporto

    O pirata informático suspeito de ter desviado centenas de e-mails do Benfica revelou mais material, alegadamente comprometedor. Segundo uma mensagem alegadamente trocada entre Luís Filipe Vieira e Paulo Gonçalves, publicada esta quarta-feira na internet, o negócio da venda de Garay poderá ter sido feito por 13 milhões de euros e não por 6, como foi anunciado.