País

Hospital de Santarém autorizado a contratar 60 profissionais

Regis Duvignau

O Hospital de Santarém anunciou hoje que foi autorizado a contratar 60 trabalhadores, incluindo 27 enfermeiros e oito médicos, para fazer face à redução do horário semanal para as 35 horas e a ausências temporárias.

Em comunicado, o Hospital Distrital de Santarém (HDS) afirma que recebeu autorização dos ministérios da Saúde e das Finanças para reforçar os seus recursos humanos em vários grupos profissionais, encerrando "a primeira fase dos ajustamentos necessários para a harmonização resultante da redução do horário semanal de 40 para 35 horas".

Assim, o HDS está autorizado a contratar 27 enfermeiros (18 com contratos sem termo e nove com contratos de substituição de trabalhadores ausentes temporariamente); 17 assistentes operacionais, fundamentalmente para os serviços de Urgências e Internamento; sete técnicos para a área dos Meios Complementares de Diagnóstico e Terapêutica (três para o setor de análises clínicas e saúde pública, três para imagiologia e um para eletrocardiografia).

O HDS vai ainda contratar oito médicos internos de diversas especialidades (sendo seis de medicina interna) e um assistente técnico.

A administração afirma esperar que, "de acordo com informação do senhor ministro da Saúde, ocorra oportunamente uma ação da mesma natureza, que permita respostas a todas as necessidades evidenciadas" pelo HDS.

Lusa

  • Onde está a ajuda às vítimas do fogo de Monchique? Autarquia apela à solidariedade
    1:56
  • "Ontem o Benfica esteve melhor, esteve bem"
    4:37

    Edição da Manhã

    Benfica segue em frente na Liga dos Campeões, depois de ter vencido o Fenerbahçe por 2-1 no conjunto das duas mãos. Os gregos do PAOK são o próximo adversário no Play Off de acesso à Champions, o comentário do jornalista Fernando Guerra.

  • "Graças à equipa consegui o meu primeiro golo"
    0:23
  • Turismo abranda e portugueses preferem passar férias no estrangeiro
    3:41

    Economia

    O turismo em Portugal está a abrandar. Em junho já se registaram menos dormidas do que nos meses anteriores. Ingleses, alemães, espanhóis e franceses vêm menos e passam menos tempo em Portugal. Também os portugueses estão a escolher destinos no estrangeiro, porque sai mais barato do que passar férias no Algarve.

  • Donald Trump acusa ex-assessora de ser "um cão"

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump aumentou esta terça-feira o tom do confronto com a antiga assessora Omarosa Manigault Newman, que chegou a ser a afro-americana com estatuto mais elevado na Casa Branca, designando-a como "esse cão!".