País

Reacendimentos em Silves, fogo está com força "muito grande"

MIGUEL A. LOPES

O fogo no concelho de Silves reacendeu esta quarta-feira ao início da tarde em algumas das zonas por onde já tinha passado, devido à intensidade do vento, explicou a presidente da Câmara, Rosa Palma.

" [O incêndio] está com uma força muito grande e as coisas infelizmente ainda não estão controladas", disse a autarca, pouco depois das 15:00, acrescentando que um dos pontos mais críticos é a Herdade da Parra.

De acordo com Rosa Palma, o fogo já passou "muito perto" da cidade de Silves, mas neste momento não é possível fazer previsões devido ao vento, que é muito "inconstante", o que provoca rápidas propagações.

Apesar de Rosa Palma não conseguir prever para que zona vai o fogo progredir, referiu que estão a ser feitos todos os esforços em articulação com a Proteção Civil para haver uma adaptação "a cada situação nova que possa surgir, para tentar minimizar o impacto do fogo".

A autarca sublinhou que os trabalhos realizados pela autarquia na criação de faixas de proteção, assim como a limpeza dos terrenos, têm permitido que haja um combate ao incêndio "com maior segurança para quem está no terreno, minimizando também a sua propagação".

A presidente da autarquia aproveitou para apelar a todas as pessoas nas zonas onde haja aproximação do fogo para que sigam as ordens das forças de segurança e que se desloquem se houver ordem de retirada, já que as autoridades protegerão o seu património.

Silves é um dos três concelhos do distrito de Faro afetados pelo fogo rural, além de Monchique e Portimão. No fim de semana as chamas chegaram a Odemira, no distrito de Beja, mas já foram apagadas no concelho alentejano.

A população que teve de ser deslocada de casa no concelho de Silves foi encaminhada para a escola Garcia Domingues, na cidade, onde a autarquia está a disponibilizar apoio com equipas da Ação Social da Câmara e psicólogos.

Com Lusa

  • Três mortos, três feridos graves e quatro polícias detidos em Díli

    Mundo

    Três jovens morreram e três estão em estado grave no hospital nacional Guido Valadares, em Díli, alvejados por um polícia fora de serviço durante uma discussão numa festa em Díli, disse fonte hospitalar. Quatro polícias timorenses foram hoje detidos e suspensos preventivamente por estarem armados fora de serviço.

  • Cães de busca e salvamento treinam na Maia
    1:53

    País

    As várias valências da Proteção Civil realizaram hoje um simulacro com equipas cinotécnicas para possíveis cenários de catástrofe. Os cães são muitas vezes essenciais no salvamento de encarcerados ou soterrados e hoje simularam a deteção de vítimas de um sismo, numa antiga unidade fabril da Maia.

  • Pertual: Portugal em Mirandês
    19:02
  • O plástico invadiu a Biosfera
    5:45
  • PSD tem a maior queda e vê PS subir nas intenções de voto
    2:22