País

Costa garante que não quis desdramatizar a gravidade da situação em Monchique

O primeiro-ministro diz que foram descontextualizadas e deturpadas as declarações que fez quarta-feira, na Autoridade Nacional de Proteção Civil, depois de ter dito que o fogo de Monchique é a "excepção que confirma a regra do sucesso no combate aos incêndios".

António Costa sentiu necessidade de esclarecer que, tendo havido nos últimos dias quase seiscentas ignições e 26 incêndios, Monchique foi o único fogo de grande dimensão, o que o torna uma excepção.

Em comunicado, o primeiro-ministro sublinha que não só não procurou desdramatizar ou desvalorizar a gravidade da situação em Monchique, como disse, pelo contrário, que a situação era alarmante e ia agravar-se.

António Costa defende ainda que na intervenção que fez não pretendeu elogiar as políticas de prevenção promovidas pelo Governo, mas antes o esforço de limpeza e a contenção de comportamentos de risco de todos os portugueses.

  • Polícia britânica acredita que ataque junto ao Parlamento foi ato isolado
    2:15
  • Donald Trump acusa ex-assessora de ser "um cão"

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump aumentou esta terça-feira o tom do confronto com a antiga assessora Omarosa Manigault Newman, que chegou a ser a afro-americana com estatuto mais elevado na Casa Branca, designando-a como "esse cão!".