País

Portugueses não devem estar descansados nem inquietos quanto a risco de incêndio

Portugueses não devem estar descansados nem inquietos quanto a risco de incêndio

O primeiro-ministro diz que os portugueses não devem estar descansados, mas também não devem estar inquietos em relação ao risco de incêndios em Portugal. Em entrevista ao jornal Expresso, António Costa diz que o país tem de estar consciente de que o risco de incêndios é hoje ainda muito maior com as alterações climáticas e o tipo de floresta.

  • Primeiro-ministro alerta para riscos de 2019
    2:31