País

Pedro Queiroz Pereira terá morrido devido a queda em barco, avança imprensa espanhola

MARIO CRUZ

A imprensa espanhola avança este domingo que a morte de Pedro Queiroz Pereira, um dos homens mais ricos de Portugal, terá sido causada por uma queda no seu iate de luxo, que estava atracado na marina de Ibiza. Os media espanhóis falam em "acidente fatal".

Segundo o Diário de Ibiza, a Polícia Nacional está a investigar a morte do homem de 69 anos. As investigações iniciais apontam que Pedro Queiroz Pereira terá sofrido uma queda que resultou na sua morte.

Ainda não existem mais pormenores sobre o ocorrido, mas a comissária de Ibiza deixou em aberto uma investigação com vista a esclarecer o que aconteceu.

O iate, com mais de 30 metros de cumprimento, estava atracado na marina de Ibiza Magna, para onde se dirigiram ambulâncias, bombeiros e várias patrulhas da Polícia Portuária espanhola. O português foi declarado morto ainda dentro do barco.

Pedro Queiroz Pereira era um dos homens mais ricos de Portugal, com uma fortuna avaliada em 779 milhões de euros. Era dono da Navigator, a antiga Portucel, e da cimenteira Secil. Morreu este sábado, em Ibiza, aos 69 anos.

  • "Foi feito um estudo para que fossem criadas condições de segurança para a pedreira estar em laboração"
    4:04
  • Greve dos funcionários judiciais mantém-se até 31 de dezembro
    1:48

    País

    Os funcionários judiciais vão continuar em greve para exigir o estatuto profissional e a contratação de cerca de mil funcionários que faltam em todo o país. Na próxima quinta-feira, reúnem-se com o Ministério da justiça e esperam chegar a acordo nas negociações. Caso contrário, mantêm as greves agendadas para este ano e para o próximo.

  • SIC foi à procura de explicações um mês após a fuga de três arguidos do tribunal do Porto
    13:21
  • Seleção nacional defronta hoje a Polónia para a Liga das Nações
    1:44