País

Paulo Dentinho sai da direção da RTP

O diretor da RTP desde 2015 colocou o lugar à disposição e o pedido foi aceite pela administração da estação de televisão pública. Na semana passada Paulo Dentinho publicou dois textos na rede social Facebook sobre violação, com referências indiretas ao caso que envolve Cristiano Ronaldo que gerou mal estar na RTP.

Paulo Dentinho é acusado de violar o Código de Ética da RTP que impede os "profissionais de informação de proferirem publicamente ofensas pessoais ou manifestações públicas de indignação noutros órgãos de comunicação ou redes sociais, mesmo fora do período profissional".

Depois de vários dias de contestação, Paulo Dentinho colocou o lugar de diretor à disposição e o pedido foi aceite pela administração da RTP, que deverá indicar o substituto nos próximos dias.

  • Paulo Dentinho é o novo diretor de informação da RTP

    País

    Já são conhecidos os novos nomes dos diretores de informação da televisão e da rádio públicas. Paulo Dentinho, até agora correspondente do canal em Paris, vai ser diretor de informação da RTP.  Por sua vez, João Paulo Baltazar, antigo jornalista da TSF, é a escolha para esse lugar na RDP. 

  • PSP divulga fotos dos fugitivos do Tribunal do Porto e reforça dispositivo para capturar os três suspeitos
    1:16
  • "Acabámos com 6 jogadores da formação na equipa"
    1:27

    Desporto

    No final do jogo, João Manuel Pinto, treinador do Sertanense, mostrou-se orgulhoso com o trabalho da equipa, que joga no terceiro escalão do futebol português. Já Rui Vitória preferiu destacar a qualidade dos jogadores do Benfica que, apesar de serem menos utilizados neste inicio de época, estiveram em evidência.

  • Espanha em alerta até domingo, tempestade já se faz sentir em regiões próximas do Mediterrâneo
    1:34
  • Trump admite que Khashoggi pode estar morto
    2:50
  • "Pedro Proença quer que eu saia a todo o custo"
    3:00
  • Sextortion, o novo método de chantagem sexual na Internet
    2:17
  • Destruído mural de Vhils em Alcântara

    Cultura

    O mural, criado por Vhils, na parede da antiga fabrica da Sidul na Avenida da Índias, em Lisboa, foi esta quinta-feira destruído para dar lugar a um empreendimento urbanístico.