País

PJ deteve homem suspeito de atear vários fogos em Tavira, Algarve

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção de um homem de 25 anos suspeito de atear pelo menos quatro incêndios florestais em Santa Catarina da Fonte do Bispo, em Tavira.

Em comunicado, a PJ adianta que o primeiro destes incêndios aconteceu a 04 de agosto, cerca das 00:35, com seis pontos de ignição distintos entre si, tendo consumido uma área de mato, pasto e árvores, alfarrobas e oliveiras.

Segundo as autoridades, em datas posteriores, sempre em Santa Catarina da Fonte do Bispo, alegadamente num estado de embriaguez e sob o efeito de substâncias psicotrópicas, com recurso a isqueiro, o suspeito procedeu a novas ignições que só não chegaram a atingir grandes proporções dada a rápida intervenção dos bombeiros e meios aéreos.

A detenção ocorreu no âmbito de uma investigação tutelada pelo Ministério Público de Tavira.

O detido, pedreiro de profissão, tem antecedentes criminais por diversos crimes, foi sujeito a interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada como medida de coação a obrigação de apresentações periódicas e um tratamento à adição alcoólica.

  • Presidente do Brasil indiciado por corrupção

    Mundo

    A polícia federal pediu na terça-feira o indiciamento do Presidente do Brasil, Michel Temer, e de outras dez pessoas investigadas num inquérito sobre supostos esquemas de corrupção no setor portuário do país.

  • O "amor cego" de Francisco por Maria Leal
    35:21
  • BCP ou o banco da Opus Dei?
    1:03