País

Sindicato dos funcionários judiciais desafia Governo a acabar com greve que pode ir até janeiro

Sindicato dos funcionários judiciais desafia Governo a acabar com greve que pode ir até janeiro

Os funcionários judiciais estão em greve parcial até ao final do ano, por melhorias nas carreiras, remunerações, aposentação e estatuto profissional. Esta manhã, em Santo Tirso, o presidente do sindicato Fernando Jorge prometeu suspender a paralisação se o Governo abrir as portas à negociação.

  • "Foi feito um estudo para que fossem criadas condições de segurança para a pedreira estar em laboração"
    4:04
  • Greve dos funcionários judiciais mantém-se até 31 de dezembro
    1:48

    País

    Os funcionários judiciais vão continuar em greve para exigir o estatuto profissional e a contratação de cerca de mil funcionários que faltam em todo o país. Na próxima quinta-feira, reúnem-se com o Ministério da justiça e esperam chegar a acordo nas negociações. Caso contrário, mantêm as greves agendadas para este ano e para o próximo.

  • SIC foi à procura de explicações um mês após a fuga de três arguidos do tribunal do Porto
    13:21
  • Seleção nacional defronta hoje a Polónia para a Liga das Nações
    1:44