País

Guardas prisionais da cadeia de Lisboa já fizeram 312 dias de greve este ano

Os guardas prisionais do Estabelecimento Prisional de Lisboa (EPAL) já fizeram 312 dias de greve, só este ano. Os números da Direcção-geral da Administração interna são revelados pelo jornal Público.

Destes 312 dias de greve, a esmagadora maioria - 299 - foram às horas extraordinárias.

As paralisações prendem-se com a revisão do estatuto profissional dos guardas prisionais.Os sindicatos acusam o Governo de falta de seriedade nas negociações.

O Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional (SNCGP) tem marcados mais 18 dias de greve até ao Natal. O Sindicato Independente do Corpo da Guarda Prisional marcou greve entre 15 de dezembro e 6 de janeiro.

  • SIC no voo inaugural do novo avião da TAP A330 Neo
    2:19