País

PSP só deu por falta das Glock depois de uma ter sido apreendida

PSP só deu por falta das Glock depois de uma ter sido apreendida

A PSP só deu pela falta das armas em janeiro do ano passado, depois de uma apreensão de droga no Porto em que uma das Glock foi apreendida.

Apesar das detenções, nenhuma Glock foi recuperada durante a operação da PSP. Das 57 armas roubadas há quase dois anos, apenas oito foram recuperadas.

Nove detidos, incluindo dois agentes da PSP, em operação relacionada com o roubo das armas Glock

A polícia realizou esta manhã uma operação para deter responsáveis pelo roubo das 57 armas Glock retiradas da Direção Nacional da PSP. Nove pessoas foram detidas, duas são agentes da PSP, que na altura eram responsáveis pelo armeiro da Direção Nacional. Seis detenções ocorreram em flagarnte delito e três resultaram de mandados de detenção. Dos nove detidos, apenas seis são suspeitos de ligação ao furto das armas Glock.

Entre as nove pessoas que foram alvo de mandados de captura há dois agentes da PSP. Operação conta com 150 polícias de todo o país. Em causa estão crimes de tráfico de armas, peculato e associação criminosa. Um dos suspeitos do grupo tinha já sido apanhado há dois dias no caso de Tancos