País

Novas suspeitas à atuação do médico do INEM de Évora

Novas suspeitas à atuação do médico do INEM de Évora

O médico do helicóptero que já foi afastado do INEM de Évora é agora suspeito de por em causa o transporte de uma doente com complicações cardíacas graves e que acabou por morrer

António Peças terá questionado o transporte de uma doente do hospital de Faro que pediu a transferência urgente para ser operada no hospital de Santa Cruz, em Lisboa.

A mulher acabou por morrer ao fim de várias horas, sem que o transporte tivesse sido feito.

Na gravação dos contactos mantidos nessa noite entre as várias intervenientes, António Peças questiona a urgência do transporte.

Isto apesar do centro de orientação de doentes urgentes explicar a urgência específica deste caso.

António Peças questiona ainda a opinião da colega do hospital de faro que pediu o transporte ao helicóptero do INEM.