País

Ambulâncias dos bombeiros multadas por excesso de velocidade ao transportar doentes urgentes

As justificações de urgência não estão a ser aceites pela Autoridade Rodoviária.

A Liga dos Bombeiros Portugueses diz que dezenas de corporações de bombeiros estão a receber notificações da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) para pagar multas por excesso de velocidade de ambulâncias que transportavam doentes urgentes.

Em entrevista ao Jornal de Notícias, Jaime Marta Soares adianta que as multas, de infrações cometidas no início de 2018, foram entretanto contestadas e justificadas.

A ANRS voltou a enviar as multas às corporações de bombeiros "o que quer dizer que as justificações apresentadas não foram aceites e que as contraordenações continuam válidas", diz o presidente da Ligados Bombeiros.

"Um radar não distingue uma ambulância de outro automóvel"

Em declarações ao jornal, fonte da ANRS confirma que estas situações estão a ser analisadas e salienta que um radar não distingue uma ambulância de outro automóvel.

Assim, a infração é registada e só no decurso do processo é que será apurado se o condutor estava em urgência. No entanto, é esta prova que, segundo os bombeiros, não está a ser aceite pela autoridade.