Pequenas grandes histórias

CNN denuncia venda de escravos na Líbia

CNN denuncia venda de escravos na Líbia

As imagens estão a chocar o mundo. Homens são vendidos como escravos nos arredores de Trípoli, na Líbia, por 1.200 dinares líbios, cerca de 335 euros cada. São apresentados como jovens fortes para trabalhos agrícolas. A CNN assistiu a um leilão e tentou falar com os homens vendidos mas o medo de represálias falou mais alto. As imagens recolhidas pela estação de televisão norte-americana foram entregues às autoridades locais.

As imagens foram gravadas, de acordo com a CNN nos meses de agosto e outubro. Numa das reportagens vêem-se dois jovens encarcerados numa jaula, ao mesmo tempo que se ouve uma voz a anunciar a venda de "jovens fortes" para trabalhos agrícolas e outros a troco de 1.200 dinares líbios, o que equivalente a 340 euros cada um.


França pediu, entretanto, uma reunião urgente do Conselho de Segurança da ONU. António Guterres, secretário-geral das Nações Unidas e a União Africana já pediram celeridade para acabar com os atos de escravatura naquele país.

A Líbia anunciou entretanto a abertura de um inquérito. De acordo com a CNN os homens vendidos em leilão são oriundos da Guiné, Senegal, Mali, Níger, Nigéria e Gâmbia. Tentam chegar à Europa mas muitos não chegam a tentar sequer a travessia do mediterrâneo. Ficam na Líbia onde são vendidos como escravos.

  • O "amor cego" de Francisco por Maria Leal
    35:21

    Vidas Suspensas

    O programa Vidas Suspensas regressou esta terça-feira com a primeira parte do caso de um jovem que herdou um milhão de euros, esteve casado com a cantora Maria Leal e está hoje sem nada.

    1.ª parte - Reportagem na íntegra

  • Quem são os 10 novos secretários de Estado
    2:36

    País

    Quinze secretários de Estado, dez novos e cinco reconduzidos, tomam posse esta quarta-feira. O primeiro-ministro aproveitou a remodelação no Governo para mexer nas secretarias de Estado de sete ministérios.

  • Saiba se a sua conta do Facebook foi afetada pelo ataque informático

    País

    O ataque informático ao Facebook a 25 de setembro expôs informações de 29 milhões de contas. Mas não pense que os afetados estão do outro lado do mundo ou que isso nunca acontece em Portugal. Para tirar as dúvidas, a rede social disponibilizou uma ferramenta que diz se a sua conta foi afetada ou não.

    SIC

  • "Andava a trabalhar na agricultura e, na brincadeira, botei o fogo"
    8:50