A verdade sobre a mentira

"Nunca a comunicação social teve níveis de credibilidade tão baixos"

"Nunca a comunicação social teve níveis de credibilidade tão baixos"

Fez parte da equipa que fundou o jornal Público, em finais dos anos 80, um dos nomes e rostos do Observador, que ajudou também a fundar, José Manuel Fernandes é um histórico no jornalismo português. Tem uma longa carreira que atravessa a imprensa, em papel e no digital. "Nunca nas décadas mais recentes, a comunicação social teve níveis de credibildiade tão baixos", realça na entrevista que deu à SIC. Sublinha que as notícias falsas, os boatos, sempre por nos andaram a espreitar. "Não é necessário haver redes sociais para estes dramas acontecerem". Aponta para algo que diz ser decisivo em todo este contexto: a fragmentação do espaço público.

  • Os jornalistas "têm de defender a sua dama, mesmo que já não haja ninguém a ouvi-los"
    9:50

    A verdade sobre a mentira

    "Antes de ser uma crise do jornalismo, é uma crise dos leitores". É esta a convicção do jornalista, comentador, escritor. Miguel Sousa Tavares não tem Facebook. "É uma atitudade se sanidade mental. Porque eu gosto e preciso de estar informado e sei, por princípio, que se for ler coisas nas redes sociais sou capaz de acreditar naquilo e aquilo é capaz de ser falso", realça nesta conversa com a SIC. De forma simples e clara, realça o que entende que precisa de ser feito: "A coisa principal é os jornalistas meterem na cabeça que estão num combate de trincheiras e não podem arredar pé. Têm de defender a sua dama, mesmo que já não haja ninguém a ouvi-los".

  • "Para a maioria das pessoas, a diferença entre informação falsa e real é muito pequena"
    16:18

    A verdade sobre a mentira

    Especialista em literacia mediática, antigo jornalista na BBC, professor na Universidade do Minho, Luís António Santos contextualiza a realidade das notícias falsas, aponta responsabilidades e indica caminhos. "Este espaço está em vazio porque para a maioria das pessoas, a diferença entre a informação falsa e a informação real já é muito pequena. E isso é uma tragédia muito grande. Isso é o problema de fundo do jornalismo hoje em dia", diz o docente, em entrevista à SIC. Ele próprio, confessa nesta conversa, já tropeçou na falsidade que circula nas redes sociais. "As não verdades, as mentiras, espalham-se com grande velocidade", sublinha.

  • Os políticos e as notícias falsas

    A verdade sobre a mentira

    É a política um dos alvos da sátira, do humor, mas também da mentira e falsidade. São, igualmente, muitos os deputados, entre os 230 que estão na Assembleia da República, ou entre os dirigentes partidários, que recorrem às redes sociais para ver o que se escreve e para escrever o que há para se dizer. Alguns dos rostos que têm uma voz ativa no mundo online relatam à SIC histórias, momentos, curiosidades e preocupações. As notícias falsas apresentam-se como um perigo para o funcionamento da democracia, às quais a política não fica imune.

  • Investigadora detetou estratégias de contrainformação durante as legislativas de 2011
    5:02

    A verdade sobre a mentira

    Doutoranda em Ciências Sociais e Mestre em Comunicação Social, Mafalda Lobo há muito que acompanha a política e os media. Passou a pente fino as eleições legislativas de 2011, atenta à comunicação política digital, às redes sociais e à forma como a cidadania se constrói em redor de tudo isto. Anotou a existência de estratégias de contrainformação e sublinha a importância de haver uma triagem dos conteúdos, de forma a que o cidadão consiga separar o trigo do joio. Dessas eleições no início da década, fica a ideia de que poderia haver mais contacto com o poder político. "Não havia feedback, as pessoas sentiram-se frustradas. perceberam que não era o candidato que estava ali", diz.

  • Finalistas de Comunicação Social apanhados de surpresa com o que circula na Net
    1:38

    A verdade sobre a mentira

    Já perto de fecharem o livro do ensino universitário, preparam-se para bater à porta do jornalismo. Alunos do 3º ano de Comunicação Social, da Universidade Nova de Lisboa, assistem a uma aula sobre notícias falsas. Apanhados de surpresa com algumas das armadilhas que circulam na rede, espalhadas em plataformas como o Facebook ou o Twitter. Alguns reconhecem que já partilharam falsas notícias, estórias sem um fundo de verdade. Muitos dizem ter cuidado com o que colocam nos espaços pessoais, outros garantem que duvidam de muito do que se encontra nas redes sociais. Quase todos não esperavam encontrar parte do que lhes foi mostrado, durante esta aula.

  • Acidente faz um morto e obriga ao corte da A4
    1:05

    País

    Uma pessoa morreu esta manhã na A4, no viaduto do Corgo, na A4, perto de Vila Real, obrigando a um corte temporário do trânsito no sentido Amarante-Vila Real-Bragança. A GNR está a investigar como confirmou à SIC o comandante Macel Lopes, da GNR de Vila Real.

  • Britânicos lançam rede para limpar lixo espacial
    0:20
  • "Eu chupo e você?", a campanha contra as palhinhas que já dão multas no Brasil
    2:36