piano.JPG

Cartaz

SEGUNDA A SEXTA 14:30

Cartaz

Documentários evocam Alexander McQueen e Ingmar Bergman

Documentários evocam Alexander McQueen e Ingmar Bergman

João Lopes

João Lopes

Crítico de cinema

Alexander McQueen e Ingmar Bergman: um nome grande da moda e um mestre do cinema estão em foco através de dois documentários que chegam esta semana às salas escuras. João Lopes comenta as novidades, destacando também a reposição de “Cyrano de Bergerac”, logo após a sua passagem na Festa do Cinema Francês.

Realizado por Ian Bonhôte e Peter Ettedgui, “McQueen” faz o retrato de Alexander McQueen (1969-2010), personalidade incontornável do mundo da moda [foto]. Contando com depoimentos daqueles que com ele conviveram, o filme inclui muitos filmes de arquivo sobre os bastidores do seu trabalho.

“Ingmar Bergman – A Vida e Obra do Génio” é a evocação de um cineasta por uma cineasta: a alemã Margarethe von Trotta percorre memórias dos filmes e da vida de Ingmar Bergman (1918-2007) — uma viagem de redescoberta do universo fascinante do mestre sueco.

“Thelma”, de Joachim Trier, é um dos fenómenos de culto da mais recente produção do terror cruzado com o fantástico — no seu centro está uma jovem (Elli Harboe) marcada pelos traumas de uma infância perturbante.

Mais conhecido pela personagem de Mr. Bean, Rowan Atkinson regressa a fazer a caricatura de James Bond: “Johnny English Volta a Atacar” é uma paródia aos filmes de espiões, contando ainda com Emma Thompson numa das personagens secundárias.

“Cyrano de Bergerac” (1990), de Jean-Paul Rappeneau, surge em reposição, permitindo-nos recordar uma das mais notáveis composições de Gérard Depardieu — esta é uma revisitação da peça de Edmond Rostand, um texto lendário do teatro em língua francesa.

Foi um símbolo da produção independente na corrida aos Oscars referentes a 2017: “Lady Bird”, escrito e dirigido por Greta Gerwig, com Saoirse Ronan no papel central, já está disponível em DVD.

* Banda sonora: “American Gigolo” (1980), de Paul Schrader

> “Call Me”, Blondie