IMG_0397.jpg

Cartaz

SEGUNDA A SEXTA 14:45 e 1:25

Cartaz

Natalie Portman interpreta uma estrela da música pop

Natalie Portman interpreta uma estrela da música pop

Ainda sob o efeito dos Globos de Ouro atribuídos em Hollywood, Glenn Close e Alfonso Cuarón são figuras em destaque, já a pensar nos Óscares. João Lopes destaca também a estreia de “Vox Lux”, com Natalie Portman, e a edição em DVD da série “Sharp Objects”.

Em “Vox Lux”, Natalie Portman enfrenta mais um desafio de interpretação: ela é uma estrela pop que, através das suas canções e concertos, tenta superar as memórias de uma adolescência dramática — com realização de Brady Corbert, o cineasta de “A Infância de um Líder” (2015).

O documentarismo português continua a gerar novos títulos, alguns deles com importante difusão internacional: “Terra Franca” é o retrato de uma pequena comunidade piscatória do Tejo — o filme marca a estreia de Leonor Teles, autora de “Balada de um Batráquio”, na longa-metragem.

“Sharp Objects” é uma das séries televisivas distinguidas na recente cerimónia dos Globos de Ouro, tendo valido a Patricia Clarkson um prémio de actriz secundária (na categoria de mini-série ou telefilme). Agora lançada no mercado do DVD, nela encontramos a história atribulada de uma jornalista, interpretada por Amy Adams, que, ao investigar um crime, depara com sinais perturbantes que remetem para o seu próprio passado familiar. Adaptada do romance homónimo de Gillian Flynn (a escritora de “Gone Girl/Em Parte Incerta”), a série tem realização de Jean-Marc Vallée, cineasta canadiano que, já o ano passado, se tinha distinguido com “Big Little Lies”, também uma mini-série, com Nicole Kidman e Reese Witherspoon.

* Banda sonora: “Os Fabulosos Irmãos Baker” (1989), de Steve Kloves

> “The Fabulous Baker Boys”, Dave Grusin