E se fosse consigo?

“Uma criança que tenha vivido em sofrimento e em dor continuada nunca será um adulto saudável”

“Uma criança que tenha vivido em sofrimento e em dor continuada nunca será um adulto saudável”

João Redondo, médico psiquiatra do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, considera que “uma criança que tenha vivido em sofrimento e em dor continuada nunca será um adulto saudável”. O psiquiatra cita mesmo um estudo que diz que uma pessoa que tenha sofrido mais de seis eventos traumáticos na infância pode vir a ter menos vinte anos de vida. Para João Redondo, é preciso reequacionar o tempo de se ser família. Ser família só nas férias, não chega.

  • Ex-espião Silva Carvalho relata em livro práticas ilícitas

    País

    O ex-diretor do Serviço de Informações Estratégicas e de Defesa Silva Carvalho, condenado em 2016 por violação do Segredo de Estado, assume práticas ilícitas enquanto operacional das secretas portuguesas, num livro que vai ser publicado na próxima sexta-feira.

  • O avô que se dedica a abraçar bebés prematuros

    Mundo

    "O avô da unidade de cuidados intensivos". É assim que as enfermeiras do Hospital Children's Healthcare de Atlanta, nos EUA, chamam a David Deutchman, um homem de 82 anos que, há 12 anos, vai à UCI dois dias por semana para abraçar os recém-nascidos.