quad do circ.jpg

Quadratura do Círculo

5ª FEIRA 23:00

Quadratura do Círculo

"Ponho as mãos no fogo pela honradez, pela honerabilidade do ministro Vieira da Silva"

"Ponho as mãos no fogo pela honradez, pela honerabilidade do ministro Vieira da Silva"

A polémica em torno da Raríssimas esteve em debate no Quadratura do Círculo desta quinta-feira, em que António Lobo Xavier diz que, quer a direita, quer a esquerda, fazem acusações ao Estado e à Segurança Social que não são verdadeiras. José Pacheco Pereira garante que não pensaria duas vezes na decisão de despedir o ex-secretário de Estado Manuel Delgado. Por fim, Jorge Coelho diz que punha "as mãos no fogo" pelo ministro Vieira da Silva em como nunca se aproveitou de dinheiros públicos.

  • Vieira da Silva alvo de críticas da direita
    1:41

    País

    Vieira da Silva vai dar explicações sobre o caso Raríssimas, no Parlamente, na próxima segunda-feira. O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social tem sido o principal alvo de críticas da direita. O PSD entende que o governante não devia ir de fim de semana enquanto não tivesse tudo esclarecido.

  • Primeiro-ministro reafirma a "inequívoca" confiança em Vieira da Silva
    2:24

    País

    O primeiro-ministro disse esta quinta-feira que mantém total confiança em Vieira da Silva e, em relação à Raríssimas, garantiu que o Governo tudo fará para manter a instituição a funcionar. Já o Presidente da República confirmou que recebeu denúncias de irregularidades na Raríssimas, mas insistiu que não havia nada de específico.

  • Ex-presidente só deixa Raríssimas com indemnização e subsídio de desemprego
    2:20

    País

    Depois de ter anunciado a demissão, a presidente da Raríssimas formalizou esta quinta-feira a renúncia ao cargo que ocupava há 15 anos. No entanto, Paula Brito e Costa continua a trabalhar na instituição, agora como diretora-geral, e ainda com acesso, por exemplo, às costas bancárias e aos documentos privados. Ao Expresso, Paula Brito e Costa garantiu que só saía da associação se fosse despedida, de modo a receber a respetiva indemnização e subsídio de desemprego.

  • Coordenadora da Raríssimas "nada sabe" sobre alegados documentos em falta
    0:25

    País

    A coordenadora do Departamento Jurídico da Raríssimas confirmou esta quinta-feira a presença de inspetores na Casa dos Marcos. Manuela Duarte Neves - que aparecia na mesma sala do que Paulo Brito e Costa, na reportagem que denunciou o caso - evita no entanto comentar detalhes sobre a forma como está a decorrer a inspeção. Nomeadamente, se há documentos em falta.

  • Vieira da Silva "completamente tranquilo" com a sua atuação na Raríssimas
    0:42

    País

    O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social garantiu esta quinta-feira estar tranquilo com o seu comportamento em relação à Raríssimas. Vieira da Silva remeteu todas as explicações sobre o caso para a audição de segunda-feira, no Parlamento, e disse que tem pressa que a inspeção à instituição chegue ao fim.

  • Primeiro-ministro sai em defesa de Vieira da Silva
    0:50

    País

    António Costa disse esta quinta-feira que mantém "total confiança política" no ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social. Em Bruxelas, na primeira reação ao caso Raríssimas, o primeiro-ministro saiu em defesa de Vieira da Silva.

  • Morte de português no Brasil poderá ter sido uma execução
    1:25
  • Canhões, porcelana e pimenta encontrados nos restos da Nau da Carreira da Índia
    3:54