A Ruína

Não há um advogado competente em Portugal? Não há um lesado que tenha efetivamente sido lesado?"

Não há um advogado competente em Portugal? Não há um lesado que tenha efetivamente sido lesado?"

Crsitóvão Carvalho, advogado dos emigrantes lesados do Banco Espírito Santo, critica o que chama de decisões "copy paste agarradas a subterfúgios legais" dos juízes portugueses.

A equipa de jornalistas da SIC que realizou a série de Grande Reportagem “Assalto ao Castelo” regressa com "A Ruína". O fio condutor é, de novo, o universo BES.

"A Ruína" detalha a forma como o banco de Ricardo Salgado conseguiu convencer 8 mil emigrantes a comprarem 723 milhões de euros de ações preferenciais de veículos financeiros esculpidos pelo BES. A dar fortes sinais de contaminação pelo peso da dívida das empresas do grupo Espírito Santo desde 2009, o banco viu-se forçado a encontrar formas rápidas de gerar liquidez. Entre 2012 e 2014 os emigrantes, financeiramente iletrados, foram o alvo. E o BES vendeu-lhes títulos de dívida do banco e das empresas falidas do grupo que só poderiam ser transformados em dinheiro em 2047 - 2051. Que esquema inventou o BES para convencer estes 8 mil emigrantes a investirem no risco e no incerto?

Veja o Episódio 2 – “Justiça Cega”, quinta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • Alterações às reformas criticadas à esquerda e à direita
    2:22
  • Último dia da greve dos enfermeiros com concentração junto ao Ministério da Saúde
    1:39
  • Ministro admite não intervir em questões relacionadas com associação onde trabalha a mulher
    1:28
  • MAI anuncia que chegam a Portugal em novembro 150 refugiados que estão no Egito
    0:32
  • Chuvas e ventos intensos fustigam costa mediterrânica de Espanha
    1:57