Vidas Suspensas

Vidas Suspensas

Vidas Suspensas

Não julgamos nem damos razão. Não antecipamos o desfecho, mas queremos conhecer a história. Casos reais de futuro incerto. São histórias de vida, de esperança perdida e sonhos desfeitos. Um trabalho de Sofia Pinto Coelho com Ribeiro Cristóvão.

  • Padre ameaçado com a igreja cheia de fiéis
    0:58

    Vidas Suspensas

    Para a Igreja Católica, Martins Júnior violou a lei canónica que diz que os padres não podem ser deputados, nem colaborar com partidos políticos. O impasse durou 3 anos, até que se deu um "enfrentamento". A Igreja Matriz do Machico estava cheia, com 300 jovens e familiares prontos a participarem na missa e na cerimónia do crisma, quando foi ameaçado.

    Vidas Suspensas

  • "Perigoso comunista"
    0:29

    Vidas Suspensas

    Nos anos quentes da revolução, ao misturar a função de padre com a de ativista social e político, Martins Júnior foi rotulado de "perigoso comunista", uma das razões para o então bispo do Funchal querer vê-lo longe dali, noutra paróquia, ordem que o visado nunca aceitou.

    Vidas Suspensas

  • O padre que foi acusado de desobediência
    1:04

    Vidas Suspensas

    O padre José Martins Júnior foi acusado de desobediência e de exercer funções ilegitimamente, numa atitude de rebeldia. Suspenso, ficaria proibido de celebrar missas, casamentos e batizados, presidir a funerais, tocar os sinos da Igreja e organizar festas e procissões. O próximo episódio de Vidas Suspensas, terça-feira, no Jornal da Noite da SIC, é testemunha desse braço de ferro que se prolongou por muitos anos e que era do conhecimento de toda a ilha. O bispo chegou mesmo a usar a homilia para apontar o dedo ao "traidor".

    Vidas Suspensas

  • O padre rebelde da Madeira
    0:51

    Vidas Suspensas

    A lei canónica é clara: os padres não podem ser deputados, nem colaborar com partidos políticos. Para a Igreja Católica, José Martins Júnior violou a norma mais do que uma vez, pois além de padre foi também presidente de câmara e deputado regional da Madeira. Por isso, foi-lhe dada ordem para entregar as chaves da igreja da Ribeira Seca, a sua paróquia. Já passaram 40 anos e o padre nunca obedeceu, alegando que não lhe tinham dado o direito à defesa. O episódio Vidas Suspensas (terça-feira, no Jornal da Noite da SIC) conta a história desse braço de ferro entre o bispo do Funchal, que tem do seu lado as leis da Igreja, e o “padre rebelde”, que tem o apoio do povo da Ribeira Seca, a quem nunca faltou, fosse nos momentos de festa, em dias de casamento ou batizado, fosse em dias tristes, de funeral ou de outras tragédias.

    Vidas Suspensas

  • "Passei a ser o pior homem do Mundo"
    0:44

    Vidas Suspensas

    Depois do suicídio da primeira mulher e de uma relação tumultuosa com a segunda, Paco Bandeira, que nos tempos áureos chegou a fazer 20 concertos por mês, deixou de ter trabalho: as editoras devolveram-lhe os discos, os agentes de espetáculos cortaram o seu nome da lista e os meios de comunicação social passaram a dedicar mais atenção aos seus problemas familiares. A viver no Alentejo com a terceira mulher, o cantor não esconde a revolta que lhe atravessa a alma quando fala nos efeitos que uma condenação em tribunal (três anos de pena suspensa por violência psicológica sobre a segunda mulher) teve na sua carreira.

    Vidas Suspensas

  • O fim de uma carreira de mais de 50 anos
    0:49

    Vidas Suspensas

    Paco Bandeira é duro nas palavras, em entrevista a Sofia Pinto Coelho, autora do programa Vidas Suspensas, a emitir na SIC na terça-feira, no Jornal da Noite, o cantor explica como chegou ao fim uma carreira de mais de cinco décadas. A condenação a uma pena suspensa por violência psicológica sobre a segunda mulher (a primeira suicidou-se à sua frente), destruíram-lhe a imagem, e a vida.

    Vidas Suspensas

  • Paco Bandeira não esconde a amargura que lhe preenche a alma
    0:49

    Vidas Suspensas

    No próximo episódio do programa Vidas Suspensas, terça-feira, no Jornal da Noite, Paco Bandeira não esconde a amargura que lhe preenche a alma, desde que um vendaval se atravessou na sua vida familiar e lhe destruiu também a carreira: as editoras devolveram-lhe os discos, os espetáculos que tinha em Portugal foram cancelados, as televisões fecharam-lhe as portas. Hoje dá pequenos espetáculos de beneficência, em associações e lares de idosos.

    Vidas Suspensas