Terça-feira, na SIC

Vidas Suspensas

Vidas Suspensas

Não julgamos nem damos razão. Não antecipamos o desfecho, mas queremos conhecer a história. Casos reais de futuro incerto. São histórias de vida, de esperança perdida e sonhos desfeitos. Um trabalho de Sofia Pinto Coelho com Ribeiro Cristóvão.

  • "O dinheiro era dos dois": Maria Leal reage às acusações de Francisco
    9:51

    Vidas Suspensas

    A cantora Maria Leal desmente todas as acusações de que foi alvo, esta semana, por parte do ex-marido. Diz que o dinheiro era dos dois e que era para gastar. No programa da SIC Vidas Suspensas, Francisco d'Eça Leal acusou a cantora de lhe ter delapidado 1 milhão de euros, mas Maria Leal defende que o dinheiro foi gasto com a concordância de ambos. Em entrevista à SIC, a cantora revelou ainda que está a ser "julgada em praça pública" e que tem recebido ameaças de morte.

    Vidas Suspensas

  • As respostas às perguntas de familiares e amigos de Francisco d´Eça Leal
    0:44

    Vidas Suspensas

    No segundo episódio de "Vidas Suspensas" (terça-feira, 21h00, na SIC), a jornalista Sofia Pinto Coelho procura responder às questões que familiares, amigos e vizinhos de Francisco d´Eça Leal levantam perante o drama do jovem a quem o pai deixou uma fortuna (550 mil euros em dinheiro e 4 apartamentos em Lisboa) e que hoje vive da ajuda da Santa Casa da Misericórdia.

    Vidas Suspensas

  • Mãe de Francisco: "Não encontrei razões para interditar o meu filho"
    0:38

    Vidas Suspensas

    Quando, aos 21 anos, herdou uma fortuna deixada pelo pai (que acabaria por gastar em poucos anos de casamento com Maria Leal), Francisco D´Eça apresentava um estado de saúde físico e emocional de grande fragilidade. A mãe, Júlia Correia, que há anos não vivia com o pai de Francisco, reconhece à SIC (programa "Vidas Suspensas", terça-feira, 21 horas) que, se fosse hoje, agiria certamente de outra maneira quanto a um eventual processo de interdição do filho. À data, ficou descansada depois de uma conversa com o médico: apesar de medicado, Francisco poderia ter uma vida normal. Além disso, tinha encontrado uma namorada, Maria Leal, de quem gostava.

    Vidas Suspensas

  • Queixa contra Maria Leal por coação e extorsão parada há 3 anos
    1:08

    Vidas Suspensas

    A queixa-crime que Francisco D´Eça Leal apresentou contra a (ainda) mulher, Maria Leal, por coação e extorsão, está parada há 3 anos, desconhecendo-se sequer se a polícia já interrogou alguém. Maria Leal garante desconhecer qualquer queixa contra ela e considera o assunto encerrado. Por sua vez, o advogado de Francisco, José Gabriel Simões Almeida, garante que o jovem revela "notórias fragilidades" que alguém terá explorado "dando uma aparência de legalidade". Acrescenta que é um processo que "foge à rotina dos tribunais" e "aos crimes típicos", exigindo por isso "um olhar diferente e mais aprofundado." A vida de Francisco é o tema de "Vidas Suspensas", terça-feira, 21 horas, na SIC.

    Vidas Suspensas

  • Maria Leal reage à queixa do marido: "Ele quer é protagonismo"
    1:07

    Vidas Suspensas

    Francisco d'Eça Leal, o jovem que hoje vive de uma pequena pensão de invalidez e da ajuda da paróquia e da Santa Casa da Misericórdia, apresentou uma queixa-crime contra a mulher, a cantora Maria Leal, na expectativa de ainda conseguir reaver algum dinheiro da fortuna que herdou do pai – mais de 1 milhão de euros. Às acusações do ainda marido (o processo do divórcio está a decorrer), segundo as quais foi Maria Leal a principal responsável pela delapidação do património, a cantora limita-se a responder: "Não vou alimentar uma mentira. Eu sei que ele quer é protagonismo." A história de Francisco é o tema de mais um "Vidas Suspensas" (terça-feira, às 21h00, na SIC).

    Vidas Suspensas

  • “Disse-me que, se casássemos, era mais seguro para mim”
    0:21

    Vidas Suspensas

    Tendo como testemunhas as advogadas que acompanharam todo o processo de partilha da herança, Francisco, 24 anos, e Maria Leal, 44, casaram, no registo civil de Cascais, em 2013. A história dramática de Francisco d´Eça Leal - um jovem fragilizado que herdou uma fortuna e que hoje vive da ajuda da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa -, marca o regresso do programa “Vidas Suspensas” à SIC (terça-feira, depois do Jornal da Noite).

  • "Dizia que a minha mãe queria ficar com os meus bens"
    1:14

    Vidas Suspensas

    Francisco diz ter sido feliz durante o ano em que viveu com Maria Leal em Campo de Ourique. De vez em quando, recebia as visitas da mãe, mas os encontros não corriam bem. A pouco e pouco, Maria terá começado a manipulá-lo e a isolá-lo. Uma história para ver na próxima terça-feira, às 21h00, na SIC.

  • "Cada vez que vinha, gastava 400-500 euros"
    0:47

    País

    Os extratos das contas revelam onde foi gasta boa parte da herança (mais de 1 milhão de euros) de Francisco d´Eça Leal, o jovem que hoje vive da ajuda da paróquia de Campo de Ourique e da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. As contas mostram que, quase todos os dias, havia gastos com roupas, joias, relógios, óculos, perfumes, cosmética, sapatos, viagens, discotecas. Quase 100 mil euros em quatro anos em despesas do género. Em Campo de Ourique, onde o casal vivia, há comerciantes que recordam os tempos em que Maria Leal era uma ótima cliente.