Vidas Suspensas

O padre rebelde da Madeira

Terça-feira, no Jornal da Noite

O padre rebelde da Madeira

A lei canónica é clara: os padres não podem ser deputados, nem colaborar com partidos políticos. Para a Igreja Católica, José Martins Júnior violou a norma mais do que uma vez, pois além de padre foi também presidente de câmara e deputado regional da Madeira. Por isso, foi-lhe dada ordem para entregar as chaves da igreja da Ribeira Seca, a sua paróquia. Já passaram 40 anos e o padre nunca obedeceu, alegando que não lhe tinham dado o direito à defesa. O episódio Vidas Suspensas (terça-feira, no Jornal da Noite da SIC) conta a história desse braço de ferro entre o bispo do Funchal, que tem do seu lado as leis da Igreja, e o “padre rebelde”, que tem o apoio do povo da Ribeira Seca, a quem nunca faltou, fosse nos momentos de festa, em dias de casamento ou batizado, fosse em dias tristes, de funeral ou de outras tragédias.

  • Procuradoria dá razão à ADSE na questão da dívida de privados e IPSS 
    2:27
  • Falhar um acordo na Cimeira do Clima "não seria apenas imoral, seria suicida"
    1:15